Vendas de PC caíram 11,5% no primeiro trimestre

Vendas de PC caíram 11,5% no primeiro trimestrePublicado em 13/04/2016 01:33 em Equipamentos

As vendas mundiais de computadores pessoais (PC) na produção caíram 11,5% no primeiro trimestre de 2016, para 60,6 milhões de unidades, estima a consultora e analista de mercados IDC.

As vendas estão em linha com as previsões de uma diminuição de 11,3% e são consistentes com um ambiente económico relativamente fraco na primeira metade do ano em curso, com a procura dos consumidores a manter-se fraca, observa.

As reduções de existências no canal de comercialização, que provocaram um vendaval durante grande parte de 2015, parecem estar a abrandar e alguma melhoria nas condições económicas podem suportar uma recuperação nas empresas e consumidores, embora todos se mantenham cautelosos relativamente a novas compras, adianta a IDC.

No curto prazo o mercado de PC deve ainda debater-se com um interesse reduzido por parte dos consumidores e com a competição de outras actualizações de infra-estruturas no mercado empresarial, considera Jay Chou, analista da IDC.

A Lenovo liderou as vendas mundiais de PC, com 12,18 milhões de PC vendidos (menos 8,5%) e uma quota de 20,1%, enquanto a HP ficou em segundo lugar com 11,6 milhões de unidades (menos (10,8%) e um peso de 19,2% no mercado, estima a analista.

Em terceiro lugar surge a Dell, que ascendeu a líder nos Estados Unidos, com 9,02 milhões de computadores vendidos em todo o mundo (menos 2,0%) e uma quota de 14,9%, seguindo-se a Apple com 4,47 milhões de Mac vendidos (menos 2,1%) e um peso de 7,4%,enquanto a ASUIS caiu para o quinto lugar com vendas de 4,39 milhões (menos 8,3%) e uma quota de 7,2%, ultrapassada pela Apple, acrescenta.

As vendas de PC caíram 5,8% nos Estados Unidos, para 13,6 milhões, e a Dell ultrapassou a HP pela primeira vez desde o terceiro trimestre de 2009, quebrando 25 trimestres consecutivos de liderança da HP. As vendas da Dell no seu mercado doméstico aumentaram 4,2%, para 3,48 milhões, e a sua quota de mercado cresceu para 25,6%, contra 25,3% da HP, que vendeu 3,44 milhões de unidades nos EUA, uma redução de 14,1%, indica a IDC.

A Lenovo, com um crescimento de vendas de 21,1%, para 1,92 milhões de PC, ocupou o terceiro lugar com uma quota de 14,1%, e ultrapassou a Apple que, apesar de ter aumentado 5,6% as suas vendas, se quedou por uma quota de 13,0%, adianta a analista.

Na região EMEA – Europa, Médio Oriente e África, as vendas de PC caíram a dois dígitos, enquanto na Ásia/Pacífico (excluindo Japão) se verificou também uma redução de vendas, indica a IDC.

Ainda sem comentários