DECO denuncia reclamações de compras no Facebook

Publicado em 13/04/2016 00:40 em Internet

A associação DECO - Defesa do Consumidor denunciou que tem recebido várias reclamações referentes a compras em «lojas» Facebook por não cumprimento das regras aplicáveis.

Em comunicado, a DECO indica que há queixas de atrasos nas entregas de produtos comprados e falta de reembolso em casos de desistência da compra.

A DECO alerta para que a maioria das lojas no Facebook não se encontram registadas como empresas em Portugal, não possuem um endereço físico de contacto e por vezes não se trata de vendas de comerciantes a consumidores mas de transacções entre particulares, factos que tornam mais difícil a resolução de conflitos.

Alerta para que o prazo de 14 dias para devolução do bem comprado só se aplica a vendas de comerciantes a consumidores.

A DECO destaca que as formas de pagamento mais seguras são o pagamento na altura da recepção do produto à cobrança, por multibanco ou por transferência bancária.

O comprador deve sempre assegurar-se de que recebe um comprovativo da encomenda contendo todos os elementos essenciais, como a descrição do produto, preço, endereço do vendedor e prazo de entrega, e que recebe uma factura legal, sem a qual não poderá accionar a garantia do produto por falta de prova da data de aquisição.

A DECO indica que muitas vezes estes negócios apenas têm existência na rede social na base de cliques e sem qualquer registo junto de entidades nacionais, o quje permite que o encerramento destas «lojas» esteja também apenas à distância de um clique e que a loja deixe de existir e não entregue nem reembolse produtos encomendados e pagos.

Ainda sem comentários