Nokia anuncia despedimentos para poupar 900 milhões euros anuais

Publicado em 11/04/2016 00:10 em Indústria

A multinacional fabricante de soluções e equipamentos de rede de telecomunicações anunciou que vai reduzir pessoal para obter poupanças de custos operacionais de 900 milhões de euros a partir de 2018.

Em comunicado, a Nokia indica que estas medidas visam obter sinergias no âmbito da integração da Alcatel-Lucent e deverão implicar poupanças a nível mundial, não só ao nível de custos com pessoal, mas também de instalações, serviços, compras, cadeia de fornecimentos e produção.

A newsletter Telecoms.com avança que estas medidas implicarão o despedimento de 3100 trabalhadores. A Nokia indica que as reduções vão ocorrer principalmente de áreas onde há sobreposições, nomeadamente investigação e desenvolvimento, organizações regionais e de vendas e funções corporativas.

Os representantes da Nokia vão reunir-se com representantes dos trabalhadores a nível global e em quase três dezenas de países nas próximas semanas.

O presidente e CEO da Nokia, Rajeev Suri, citado no comunicado, diz que estas acções são encetadas para assegurar que a Nokia se mantém como um forte líder da indústria.

Recordou que quando a Nokia anunciou a aquisição da Alcatel-Lucent comprometeu-se a conseguir sinergias de 900 milhões de euros.

Ainda sem comentários