Malware móvel entra nos 10 mais de ataques a empresas

Publicado em 23/03/2016 01:34 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Check Point Technologies revelou que o malware para dispositivos móveis ingressou nos 10 mais utilizados a nível mundial para ataques a empresas.

Em comunicado, a CheckPoint destaca o até há pouco desconhecido malware HummingBad ocupa a sétima posição entre o malware mais comum para ataques a redes e dispositivos empresariais.

Indica que o HummingBad ataca dispositivos Android estabelecendo um «rootkit» que dá privilégios de administração ao atacante e permite instalar «key loggers» (que identificam as teclas que vão sendo premidas), roubar credenciais e capturar informações encriptadas do correio electrónico, para interceptar informação empresarial.

A Check Point adianta que em Fevereiro identificou 1400 famílias diferentes de malware em todo o mundo, com destaque para as famílias Conficker, Sality e Dorkbot, que em conjunto representaram 39% do total de ataques.

No caso do malware móvel, as três famílias com maior prevalência a nível mundial são a HummingBad, a AndroRAT, que entra camuflada como uma aplicação legítima e permite ao atacante o controlo total do dispositivo Android, e o Xinyin, um cavalo de Tróia que surge sobretudo em sítios de origem chinesa.

Rui Duro, director da Check Point em Portugal, salienta que as empresas precisam urgentemente de proteger os dispositivos móveis da mesma forma que protegem os computadores e as redes empresariais, observando que as organizações precisam de uma estratégia integrada de segurança com uma abordagem específica no campo da mobilidade.

Ainda sem comentários