Detecção de ondas gravitacionais anunciada

Publicado em 12/02/2016 21:44 em Ciência

O LIGO - Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory anunciou dia 8 de Fevereiro a detecção de ondas gravitacionais, previstas há 100 anos por Albert Einstein, revelou quinta-feira o Instituto Superior Técnico (IST).

Num comunicado assinado pelo presidente do Centro Multidisciplinar de Astrofísica (CENTRA), José Sande Lemos, e por Ana Maria Mourão, vice-presidente do Departamento de Física, o IST considera que se trata de um dia histórico para a Física e para toda a Ciência.

Acrescenta que as ondas gravitacionais registadas foram emitidas pela colisão de dois buracos negros, cada um com uma massa de aproximadamente 30 vezes a massa do Sol.

Os professores do IST defendem que a detecção das ondas gravitacionais, previstas na Teoria da Relatividade mas até agora nunca registadas, «abre uma nova janela para observar o Universo».

Acrescentam que o avanço tecnológico permitiu finalmente detectar fenómenos astrofísicos até agora invisíveis, observando que essas ondas são o único sinal que chega directamente de buracos negros.

A National Science Foundation e cientistas do LIGO revelaram que o LIGO é um sistema de dois detectores idênticos cuidadosamente construídos para detectar vibrações inacreditavelmente pequenas e foi concebido e construído por investigadores do MIT e do Caltech (California Institute of Technology).

Ainda sem comentários