Vendas smartphones atingiram 399,5 milhões IV trimestre 2015

Vendas smartphones atingiram 399,5 milhões IV trimestre 2015Publicado em 31/01/2016 00:05 em Indústria

As vendas mundiais de smartphones atingiram um novo recorde, de 399,5 milhões de unidades, no quarto trimestre de 2015, um crescimento homólogo de 5,7%, estima a consultora e analista de mercados IDC.

A consultora sublinha que esta evolução se ficou a dever a uma oferta alargada de produtos robustos e com um leque amplo de preços, tanto em mercado maduros como emergentes.

Para o conjunto do ano, a IDC estima vendas de 1432,9 milhões de smartphones, mais 10,1% do que em 2014 e um novo recorde.

Melissa Chau, sénior Research da IDC, salienta que habitualmente a disputa do mercado era entre a Samsung e a Apple, mas a Huawei, com um crescimento de 44,3% nos smartphones, entrou na corrida ao crescer muito como marca internacional.

Destacou que há muita incerteza em torno do abrandamento económico da China, mas a Huawei é uma das poucas marcas chinesas que foi capaz de diversificar em todo o mundo e realiza quase metade das suas vendas fora da China.

A Apple conseguiu um recorde no quarto trimestre, com 74,8 milhões de unidades vendidas, um acréscimo homólogo de 1%, e a sua quota de mercado no ano passado subiu para 16,2%, mais 1,4 pontos percentuais.

A Apple conseguiu crescimentos fortes em mercados chave como a China, onde as vendas subiram 18%, sendo que metade dos chineses que compraram a marca o fizeram pela primeira vez, indica a IDC.

Anthony Scarcella, director da IDC para a área móvel, destaca que o novo recorde de vendas da Apple no último trimestre significa que os consumidores continuam a procurar as últimas ofertas da marca da maçã.

Scarcella considera que para fazerem frente à Apple nos terminais topo de gama, os outros fabricantes precisam de trazer valor aos consumidores se quiserem continuar a ser relevantes no segmento.

A IDC destaca que a Samsung manteve a liderança do mercado de smartphones, com 324,8 milhões de smartphones vendidos no ano passado e uma quota de 22,7%, uma quebra de 1,7% pontos percentuais, e as suas vendas cresceram 2,1%.

As vendas da Apple subiram 20,2% em 2015, para 231,5 milhões de iPhones, e a sua quota de mercado subiu para 16,2%, acrescenta.

A IDC estima que a Huawei reforçou o terceiro lugar, com um crescimento de 44,3%, para 106,6 milhões de unidades, e a sua quota aumentou 2 pontos percentuais, para 7,4%.

Indica que as vendas da Lenovo cresceram 24,5% e atingiram 74,0 milhões de smartphones, com um crescimento da quota para 5,2%, e a também chinesa Xiaomi aumentou as vendas em 22,8%, para 70,8 milhões de unidades, ficando com uma quota de 4,9%.

Os terceiro ao quinto lugar do mercado de smartphones pertence, assim, a marcas chinesas.

A Strategy Analytics apresentou também as suas estimativas de vendas de smartphones, que apontam igualmente para vendas recorde no ano passado, mas com números que variam ligeiramente diferentes dos estimados pela IDC.

A consultora e analista de mercados Strategy Analytics aponta para vendas de 404,5 milhões de unidades no quarto trimestre, um acréscimo homólogo de 6%, e de 1441,7 milhões no ano passado, mais 12% do que em 2014, números um pouco superiores aos da IDC.

A Strategy Analytics atribui à Samsung 22,2% do mercado global no ano passado, à Apple 16,1%, à Huawei 7,4%, à Lenovo 5,1% e à Xiaomi 5,0%.

Ainda sem comentários