Emergência fabricantes chineses reduz concentração mercado smartphones

Publicado em 07/01/2016 22:50 em Indústria

Os fabricantes chineses estão a ganhar peso no mercado de smartphones e, embora a Apple e a Samsung ainda somassem mais de 35% daquele mercado no segundo trimestre de 2015, estão longe dos quase 50% que tinham em conjunto no primeiro trimestre de 2012, indica a consultora e analista IHS.

Numa análise de Wayne Lam e Brad Shaffer, a IHS sublinha que, impulsionados pela rápida adopção da tecnologia LTE no gigante asiático, os fabricantes chineses ganharam expressão, tanto os vocacionados para o seu mercado doméstico como os que têm ambição global.

Destaca que a Huawei, Xiaomi, ZTE, Coolpad, TCL-Alcatel, OPPO e Gionee representaram um quinto do número de smartphones produzidos em 2013 e aumentaram para um peso de 26% em 2014.

Observa que, à medida que se intensifica a transição da produção de telemóveis tradicionais ou smartphones de muito baixo custo para smartphones de gama mais alta, a China começa a ter um papel mais importante no mercado de telemóveis, o que é também impulsionado pelo rápido crescimento do número de clientes de tecnologia LTE no seu mercado doméstico.

Ainda sem comentários