Receitas Nokia aumentaram 8% primeiros nove meses 2015

Publicado em 29/10/2015 23:34 em Indústria

A Nokia anunciou que as suas receitas de operações continuadas aumentaram 8% homólogos nos nove primeiros meses de 2015, para 8 890 milhões de euros.

Em comunicado de resultados, a multinacional finlandesa fabricante de produtos e soluções para redes de telecomunicações indica que os seus lucros caíram 71% nos três primeiros trimestres, para 695 milhões de euros, e os seus resultados operacionais não IFRS cresceram 11%, para 1 215 milhões de euros.

Rajeev Suri, presidente e CEO da Nokia, citado no comunicado, afirma que o terceiro trimestre da Nokia «pode ser resumido em duas palavras: progresso e desempenho».

Progresso com a aproximação do fecho da compra da Alcatel-Lucent e desempenho sólido em todo o negócio da companhia, explica.

Suri indica que o desempenho da Nokia Networks, que se dedica á produção de equipamentos e soluções para redes de telecomunicações, permitiu aumentar as previsões para aquela área de negócio, enquanto a Nokia Technologies, que gere a carteira de patentes da empresa, também teve um sólido trimestre.

Rajeev Suri manifesta-se optimista quanto aos resultados da fusão da Nokia com a Alcatel-Lucent e à perspectiva de atingir os objectivos de poupanças através de sinergias antes do que estava planeado.

A Nokia anuncia que espera atingir no ano de 2018 sinergias de custos operacionais de 900 milhões de euros, um ano mais cedo do que o previsto

A Nokia anunciou também hoje um programa de 7 mil milhões de euros para optimizar a sua estrutura de capital, na sequência da aquisição da Alcatel-Lucent e da venda da Here, empresa que se dedica à produção de mapas e tecnologia GPS.

A administração prevê um programa de recompra de acções próprias de 1,5 mil milhões de euros em dois anos.

Ainda sem comentários