Oracle espera que nuvem represente um quinto do seu negócio no ano fiscal 2016

Publicado em 07/10/2015 01:36 em Software

A Oracle espera que o seu negócio de soluções na nuvem represente um quinto das suas receitas totais no ano fiscal 2016, que se iniciou em Junho, revelou ao Falar de Economia e Tecnologia Fernando Dias, director da Oracle Portugal.

No âmbito do «Oracle Cloud Day», que decorreu terça-feira em Lisboa com 250 participantes, de empresas clientes e de parceiros, Fernando Dias destacou que há um crescimento muito elevado da adopção de serviços na nuvem no Sul da Europa e, em particular, em Portugal, não só de Software como um serviço (SaaS) mas também de Plataforma como um Serviço (PaaS).

Indicou que as maiores empresas portuguesas ou estão a adoptar os serviços na nuvem ou a avaliar a sua adopção.

Fernando Dias adiantou que as empresas de dimensão média estão a mostrar interesse pelos serviços na nuvem, particularmente na área aplicacional (SaaS), para acederem a software cuja adopção exigiria a criação de uma estrutura interna e investimentos elevados e a que assim acedem de forma mais rápida e barata, com pagamento de uma mensalidade e possibilidade de ajustamento permanente às necessidades da organização.

A Oracle revelou que no primeiro trimestre fiscal 2016 (Junho/Agosto) o seu volume de negócios se elevou a 8,4 mil milhões de dólares e as receitas de serviços na nuvem atingiram os 611 milhões de dólares, um crescimento de 38% a câmbio constante.

Ainda sem comentários