Mercado reconhecimento biométrico com forte crescimento

Publicado em 06/10/2015 01:14 em Outras Tecnologias

O mercado de dispositivos de reconhecimento biométrico apresenta um forte crescimento, com a utilização de sensores de impressões digitais em smartphones, identificação da palma da mão em ATM (máquinas multibanco) e reconhecimento da Iris em cuidados de saúde, segundo a ABI Research.

A consultora e analista de mercados prevê que os sensores de impressões digitais para smartphones deverão atingir os mil milhões em 2020, um crescimento médio anual acumulado (CAGR, na sigla inglesa) de 17%, impulsionado pela aposta de fabricantes de telemóveis chineses naquele tipo de autenticação.

A ABI Research destaca que a autenticação biométrica nos smartphones deixou de ser apenas uma forma de identificação segura mais simples e rápida e passou a ser também uma forma de autenticação mais robusta para os sistemas de pagamentos móveis.

Neste contexto, a ABI destaca a evolução para outros tipos de sensores biométricos como autenticação facial, pela íris (dos olhos) ou de fala, que estão a ser integradas em sistemas altamente seguros, embora mais caros, de autenticação biométrica nos smartphones, que deverão gerar um crescimento médio anual acumulado de receitas de 144% nos próximos cinco anos.

Acrescenta que, na banca e sector financeiro, os ATM estão a receber um tardio e necessário estímulo e os sistemas de caixas automáticas estão agora a adoptar tecnologias de reconhecimento de impressões digitais e de veias da palma da mão como formas adicionais de identificação, enquanto o software de reconhecimento de voz deverá manter uma posição de liderança na prevenção de fraudes.

O reconhecimento pela íris está a ter um grande impulso no sector de cuidados de saúde como forma de controlo de acesso e os hospitais estão a investir em software baseado no reconhecimento biométrico, indica a ABI.

Ainda sem comentários