Emiratos recuam na proibição de Blackberry

Publicado em 10/10/2010 21:58 em Indústria

Os Emiratos Árabes Unidos (EAU) desistiram da proibição dos serviços dos telemóveis Blackberry pouco antes de a decisão começar a produzir efeitos, na segunda-feira.

O regulador do sector de telecomunicações dos EAU afirmou que os serviços da Blackberry cumprem agora as normas e vão continuar a operar normalmente, ficando sem efeito a sua suspensão.

As autoridades não divulgaram a natureza do acordo a que presumívelmente terão chegado com a Research in Motion (RIM), a empresa fabricante dos smartphones Blackberry.

Há dois meses foi anunciada a proibição dos serviços Blackberry, que incluem tecnologia de encriptação da transmissão de dados por Internet que impedia a monitorização do tráfego pelas autoridades, não estando em causa os serviços de voz e de mensagens curtas (SMS).

Operadores dos Emiratos tinham-se já comprometido perante os seus clientes a substituirem os Blackberry por smartphones de outras marcas.

A fabricante canadiana RIM conseguiu evitar a proibição imediata dos seus seus serviços na Índia através de um acordo para fornecer às autoridades indianas «soluções técnicas» que permitem às agências de segurança locais monitorizar as mensagens electrónicas, serviços de messaging e outros serviços Internet encriptados.

Ainda sem comentários