Mercado mundial de tablets em queda segundo trimestre

Mercado mundial de tablets em queda segundo trimestrePublicado em 05/08/2015 00:31 em Equipamentos

O mercado mundial de tablets caiu 7,0% homólogos no segundo trimestre de 2015, com as vendas a reduzirem-se para 44,7 milhões de unidades, estima a consultora e analista de mercados IDC.

O relatório da IDC assinala que o mercado de tablets se caracteriza por fraca inovação em termos de hardware (equipamentos) e por uma limitada renovação das carteiras de produtos dos fabricantes.

Jean Philippe Bouchard, director da IDC, destaca que, no meio do declínio, há uma mudança no panorama dos fabricantes, com os dois maiores produtores (Apple e Samsung) a perderem quota de mercado.

Acrescenta que no primeiro trimestre as quotas da Apple e da Samsung somadas totalizavam 45% e no segundo desceram para 41%, afectadas pelo crescimento de fabricantes como a LG, Huawei e E FUN.

Bouchard observa que a mesma tendência se vê entre os cinco maiores produtores de tablets, que baixaram de um peso conjunto no mercado mundial de 58% no primeiro trimestre de 2015 para 54,4% no segundo.

A Apple manteve a liderança do mercado no segundo trimestre com 10,9 milhões de tablets vendidos, uma redução de 17,9%, e uma quota de mercado de 24,5% (27,78% em trimestre homólogo de 2014), enquanto a Samsung manteve a segunda posição mas teve uma quebra homóloga de 12,0% nas vendas, para 7,6 milhões de unidades, e reduziu 1 ponto a sua quota, para 17,0%, indica a IDC.

A Lenovo conservou a terceira posição, com as suas vendas a crescerem 6,8%, para 2,5 milhões de unidades no segundo trimestre, e a sua quota a subir num ano de 4,9% para 5,7%, estima.

A IDC destaca que Huawei e a LG Electronics estão «estatisticamente empatadas» no quarto lugar, com vendas no segundo trimestre de aproximadamente 1,6 milhões de unidades e uma quota de cerca de 3,7% para a primeira e 3,6% para a LG. Só que, enquanto a Huawei duplicou as suas vendas entre os segundos trimestres de 2014 e 2015, com um acréscimo de 103,6%, a LG mais do que as triplicou, com um aumento de 246,4%, precisa.

Jitesh Ubrani, analista sénior da IDC, afirma que os ciclos de vida mais longos, concorrência crescente de outros segmentos como os «phablets» (smartphones com ecrãs a partir de 5,5 polegadas) e a possibilidade de os utilizadores poderem instalar os sistemas operativos mais recentes nos tablets antigos esfriou o entusiasmo inicial pelos tablets no mercado de consumo.

No entanto, Ubrani considera que com os novos híbridos, que podem funcionar como PC portátil ou tablet, e com novas funcionalidades e aplicações de produtividade, como a Apple prevê para o iPad 9, os fabricantes podem trazer nova vitalidade a um mercado que perdeu momentum.

Entretanto, a analista de mercados Strategy Analytics assinala que as vendas de tablets com sistema operativo Windows quase duplicaram no segundo trimestre de 2015, alcançando uma quota de 9% do mercado, uma subida de 4 pontos percentuais.

A Strategy Analytics apresenta uma previsão de vendas de 50,8 milhões de unidades, claramente superior à da IDC, e uma redução homóloga de 3% nas vendas.

Aquela analista indica que a quota de mercado do sistema operativo Android estabilizou em 70% e a Apple atingiu a sua quota menor de sempre, de 21,5% do mercado.

A Strategy Analytics afirma que as marcas brancas pesam mais de 30% no mercado e venderam 15,5 milhões de tablets.

Estima que com 10,9 milhões de iPads vendidos e uma quota de 10,9% a Apple manteve-se como marca líder do mercado, seguindo-se a Samsung com 8,0 milhões de tablets e um peso de 8,0% no mercado, a Lenovo com 2,5 milhões de unidades e quota de 5,0%, a Huawei com vendas de 2,0 milhões de dispositivos e quota de 3,9% e a LG com 1,5 milhões de equipamentos vendidos e quota de 2,9%.

Contudo, Peter King, director da Strategy Analytics, prevê que fortuna da Apple pode mudar em breve com o lançamento no último trimestre do novo iPad Pro, com ecrã de 12,9 polegadas, e do novo iPad míni 4, beneficiando também das novas funcionalidades do sistema operativo móvel iOS 9 exclusivas para iPAD, como a multitarefa, e de um teclado melhor.

Ainda sem comentários