Windows 10 completo custará 135 euros na versão Home

Publicado em 04/08/2015 22:37 em Destaques

A versão integral do Windows 10, para quem não tiver uma versão genuína do Windows 7 ou 8/8.1, estará à venda no retalho a partir de 20 de Agosto por 135 euros (versão Home) ou 279 euros (versão Pro), revelou ao Falar de Economia e Tecnologia Rita Santos, directora da unidade de negócio Windows na Microsoft Portugal.

O Falar de Economia e Tecnologia recebeu hoje resposta de Rita Santos a todas as questões colocadas por escrito na quarta-feira.

A directora da Microsoft indicou que, depois de um utilizador com versões genuínas ter feito a actualização gratuita para Windows 10 no prazo previsto (até 29 de Julho de 2016), poderá reinstalar o Windows 10 gratuitamente na mesma máquina sempre que precisar, independentemente de essa reinstalação ocorrer depois de 29 de Julho do próximo ano ou antes.

Questionada sobre qual será o modelo de negócio após concluídos os 12 meses citados, nomeadamente se será uma licença para toda a vida da máquina, uma subscrição anual ou se haverá as duas opções, Rita Santos adiantou que o modelo de negócio ainda não está definido.

Em relação a se o navegador Microsoft Edge, que substitui o Internet Explorer (IE) no Windows 10, funciona com versões do Windows anteriores á 10, a directora da Microsoft indicou que os IE 8, 9 e 10 deixam de ter suporte a partir de 12 de Janeiro de 2012, mas mantém-se Explorer 11, que continuará a ter suporte da Microsoft.

Acrescentou que os utilizadores do Windows 10 poderão usar o Microsoft Edge ou optar pelo Internet Explorer 11.

A Microsoft anunciou que todo o conteúdo disponibilizado na loja Windows (unificada para as várias plataformas) será certificado pela Microsoft. Rita Santos garante que isso significa que essas aplicações certificadas são absolutamente seguras, livres de malware.

A responsável pelo negócio Windows na Microsoft Portugal precisou que os utilizadores de versões genuínas do Windows 7 ou 8/8.1 não precisam de se inscrever previamente para actualizarem para Windows 10 e podem simplesmente descarregar o novo sistema operativo da Microsoft.

«Para os utilizadores mais confortáveis com a tecnologia, temos disponível o «Media Creation Tool» que instala as ISSO files em qualquer dispositivo», precisa Rita Santos.

Pode aceder-se à ferramenta citada por Rita Santos e fazer o seu download no endereço internet: http://www.microsoft.com/pt-br/software-download/windows10

A directora da Microsoft assinalou que as aplicações móveis Word, Excel e Power Point do Office na loja Windows são gratuitas para leitura/ consulta de documentos, mas para a sua edição ou para a criação de novos documentos no Windows 10, o utilizador tem de ter uma conta Office 365 [que só está disponível por subscrição, mediante um pagamento mensal ou anual].

Indicou que quanto às versões desktop do Office [compradas com validade para o tempo de vida da máquina, como o Office 2013 ou Office 2007] «não há alterações e correm com todas as funcionalidades em Windows 10».

Ainda sem comentários