Crescimento vendas smartphones abranda segundo trimestre

Crescimento vendas smartphones abranda segundo trimestrePublicado em 04/08/2015 00:52 em Indústria

A consultora e analista de mercados Strategy Analytics estima que as vendas mundiais de smartphones no segundo trimestre se situaram em quase 340 milhões de unidades, com o crescimento a abrandar para 15%.

Indica que esta foi a mais baixa taxa de crescimento dos últimos seis anos, desde o terceiro trimestre de 2009, em plena recessão económica global.

O relatório da Strategy Analytics sublinha que a Apple e a Huawei cresceram rapidamente e aumentaram as suas quotas de mercado.

Linda Sui, directora da analista, sublinha que as vendas de smartphones cresceram de 295,0 milhões no segundo trimestre do ano passado para 339,5 milhões em igual período de 2015 e indica que o abrandamento deve-se a uma saturação dos maiores mercados, como os Estados Unidos, Europa e China.

Neil Mawston, director executivo da Strategy Analytics, adianta que a Samsung enfrentou uma concorrência intensa das marcas chinesas e entre os segundos trimestres de 2014 e 2015 as suas vendas reduziram-se de 74,5 milhões para 71,9 milhões de smartphones e o seu peso no mercado global caiu de 25,3% para 21,2% no mesmo período, embora mantendo a liderança mundial.

No período em análise, as vendas da Apple passaram de 35,3 milhões para 47,5 milhões de iPhones e a sua quota pulou de 11,9% para 14,0%, enquanto a Huawei aumentou 50% as suas vendas, para 30,5 milhões de unidades e a sua quota passou de 6,8% para 9,0%.

Woody Oh, director da consultora, assinala que a Huawei atingiu rapidamente a terceira posição, expandindo-se fortemente na Ásia, Europa e América do Norte.

A Lenovo/Motorola, que no segundo trimestre de 2014 detinha o terceiro lugar com 23,8 milhões de unidades e uma quota de 8,1%, vendeu no trimestre passado 16,2 milhões de unidades e ficou com um peso de 4,8%, sendo ultrapassada não só pela Huawei mas também pela Xiaomi, que passou de 15,1 milhões para 19,8 milhões de smartphones vendidos, e aumentou a quota de 5,1% para 5,8%.

Entretanto, a analista dos mercados móveis Juniper Research estima que as vendas de smartphones desaceleraram para um acréscimo de 16%, situando-se nos 338 milhões no trimestre passado.

A Juniper sublinha que o hiato entre os maiores fabricantes e os mais pequenos se aprofundou e destaca o crescimento da Huawei, com vendas acima de 30 milhões de unidades.

Adianta que as vendas do Nokia/Microsoft Lumia subiram 12% no trimestre, para 8,4 milhões de smartphones, antecipando o Windows 10 como plataforma única para vários dispositivos.

A Juniper sublinha que a Samsung não conseguiu vender as quantidades que previa dos modelos Galaxy S6 e S6 Edge e as suas vendas voltaram a baixar no segundo trimestre, enquanto a Apple conseguiu um recorde de 47,5 milhões de iPhones vendidos, dinamizada pelo desempenho na China, onde o valor das vendas mais do que duplicou, para 13 mil milhões de dólares.

Ainda sem comentários