PHAROL anuncia acções contra ex-administradores

Publicado em 31/07/2015 19:06 em Geral

A PHAROL (antiga PT SGPS, agora limitada ao papel de maior accionista da Oi), anunciou que a sua Assembleia Geral (AG) aprovou a proposta da administração de propor acção de responsabilidade contra ex-administradores.

Em comunicado publicado no sítio Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a PHAROL precisa que a acção de responsabilidade aprovada visará «todos e quaisquer administradores eleitos para o triénio 2012/2014 que tenham violado deveres legais, fiduciários e/ou contratuais, entre outros, quer por acção quer por omissão, pelos danos causados à PHAROL, em consequência e/ou relacionados com os investimentos em instrumentos de dívida emitidos por entidades integrantes do grupo Espírito Santo».

Os administradores visados na acção de indemnização serão os que, tendo exercido funções no citado mandato, «tiveram participação directa nas decisões relativas aos investimentos acima referidos ou que, em virtude dessas funções, os poderiam ter evitado», precisa o comunicado.

A PHAROL indica que esteve representado na AG 43% do capital social com direito de voto e a proposta foi aprovada por 99,996% dos votos emitidos na Assembleia Geral.

A companhia não precisa quais os antigos administradores visados mas notícias surgidas na imprensa falam dos ex-presidentes Henrique Granadeiro e Zeinal Bava e de administradores da PT que representavam na administração o capital do Banco Espírito Santo.

Ainda sem comentários