Mercado PC recuou no II trimestre na região EMEA

Mercado PC recuou no II trimestre na região EMEAPublicado em 24/07/2015 00:10 em Equipamentos

As vendas de computadores pessoais na região EMEA – Europa, Médio Oriente e África situaram-se em 17,2 milhões no segundo semestre de 2015, um recuo homólogo de 21,6%, estima a consultora e analista de mercados IDC.

A IDC salienta que o mercado continua a ser afectado por taxas de câmbio desfavoráveis, que tornam os produtos mais caros, agravado pela maior procura no primeiro semestre de 2014 devido ao fim do suporte da Microsoft ao Windows XP.

O mau momento de vendas no segundo trimestre relaciona-se também com algum adiamento de compras motivado pelo próximo lançamento do Windows 10, indica Chrystelle Labesque, directora associada da IDC EMEA.

A consultora assina que todas as três sub-regiões registaram quebras de vendas, com uma queda de 19,3% na Europa Ocidental, para 10,7 milhões de PC, descida de 24,3% na Europa Central e de Leste e de 25,7% no Médio Oriente e África.

As vendas a consumidores caíram 24,0% na EMEA e as vendas a empresas recuaram 18,9%, indica a IDC, verificando-se em ambos os casos vendas inferiores ao previsto.

As vendas de portáteis reduziram-se 18,5% e as de computadores de secretária baixaram 26,4%.

Stefania Lorenz, vice-presidente da IDC EMEA, salienta que o mercado de PC na região comportou-se pior do que o previsto, com o Médio Oriente e África a terem os piores resultados dos últimos anos.

A IDC indica que a HP liderou no segundo trimestre o mercado da região EMEA, com 3,92 milhões de unidades vendidas (menos 17,2%), e uma quota de 22,8% do mercado, à frente da Lenovo, com 3,37 milhões de máquinas (menos 14,7%) e um peso de 19,6% nesse mercado, de acordo com a IDC.

A Gartner indicou que a Lenovo liderou no segundo trimestre as vendas mundiais de PC.

Em terceiro lugar surge a Dell, com 2,01 milhões de equipamentos vendidos (menos 11,7%) e uma quota de 11,7%, seguida das ASUS, com 1,62 milhões de unidades (menos 21,1%) e uma quota de 9,4%, e em quinto o grupo Acer, com 1,46 milhões de PC (menos 42,2%) e um peso de 8,5% no mercado, adianta a IDC.

Ainda sem comentários