ALU apoia China Mobile e China Unicom na transição para redes cloud

Publicado em 15/07/2015 00:58 em Indústria

A Alcatel-Lucent (ALU) anunciou que estabeleceu acordos com os operadores chineses China Mobile e China Unicom ao nível das infra-estruturas para permitir uma transição suave para redes cloud (na nuvem) dinâmicas.

Em comunicado, a ALU afirma que vai ajudar os dois gigantes operadores de telecomunicações chineses na oferta de acesso em banda ultra-larga, redes IP e NFV (virtualização de funções de rede).

Com aqueles contratos, que somam mais 1,1 mil milhões de euros e se integram na iniciativa «Broadband China», a Alcatel-Lucent vai apoiar os dois operadores na oferta de ligações de Internet fixa e móvel mais rápidas e disponíveis em todo o país.

A ALU precisa que o contrato com a China Mobile tem um valor de 4,53 mil milhões de yuan (656 milhões de euros) e com a China UNICOM de 3,59 mil milhões de yuan (520 milhões de euros).

A iniciativa «Broadband China» tem como objectivo garantir a cobertura total do gigante asiático com redes de banda larga, que cheguem a todas as zonas rurais, até 2020.

O Ministério da Indústria e Tecnologias da Informação da China deliberou que em 2017 todos os municípios e distritos que se encontrem fora das zonas urbanas devem ter acessos em fibra óptica com velocidades até 100 megabits por segundo (Mbps), indica a ALU.

O contrato passa pela disponibilização de tecnologias de banda larga móvel de quarta geração (4G/LTE), acessos fixos de banda ultra larga com fibra óptica, tecnologias de rede IP, voz sobre LTE (VoLTE) e tecnologias de «cloud» NFV.

Ainda sem comentários