PT anuncia iniciativas para apoiar entrada empresas no digital

Publicado em 10/07/2015 01:20 em Operadores / Serviços

A Portugal Telecom anunciou hoje iniciativas para ajudar as empresas portuguesas a integrarem-se no mundo digital e assinou um protocolo com o Instituto de Emprego (IEFP) para a formação de 500 consultores digitais.

Armando Pereira, presidente da administração da PT Portugal e administrador da Altice, falando na apresentação, afirmou que a PT é uma empresa portuguesa onde trabalham milhares de pessoas com o objectivo de proporcionar aos seus milhões de clientes o melhor serviço e a melhor rede e reafirmou a garantia que a empresa não vai fazer despedimentos.

Observou que um dos desafios de Portugal é combater o desemprego e a PT quer ajudar a criar uma sociedade em que os jovens encontrem emprego e escolham ficar em Portugal, uma oportunidade que hoje podem não ter.

O ministro da Economia, António Pires de Lima, realçou a declaração de Armando Pereira de que não haverá despedimentos, avisando que «estaremos todos atentos».

Pires de Lima considerou que a excelência de uma empresa mede-se também pelo cumprimento atempado dos seus compromissos e citou um estudo que indica que a falta de pagamento atempado gera dificuldades às empresas que causam a perda de 14 mil postos de trabalho por ano.

Uma aparente alusão a sucessivas notícias de que a PT não estará a pagar facturas vencidas a fornecedores como forma de os pressionar a aceitarem novos contratos que prevêem reduções de preços entre 15% e 30%.

Hoje foi anunciado o lançamento do SAPO BIZ, uma plataforma da PT para colocar as empresas online e que inclui uma solução gratuita, da Academia digital SAPO, para ajudar a formar os gestores portugueses na área do digital e a formação de 500 consultores digitais para as empresas, que foi objecto de um protocolo assinado hoje entre a Fundação PT e o IEFP.

Alexandre Nilo Fonseca, director da área de desenvolvimento da economia digital da PT, destacou que metade da população mundial está online, sete vezes mais do que há 15 anos, e que mil milhões de pessoas em todo o planeta fazem compras online.

Destacou que 70% da população portuguesa tem acesso à Internet e 40% já fizeram alguma compra online.

Indicou que as compras por Internet por portugueses deverão atingir 3 mil milhões de euros mas que a maior parte será efectuada em lojas no estrangeiro.

Destacando que Portugal tem infra-estruturas digitais de classe mundial, Alexandre Fonseca indicou que três quartos das pequenas empresas não têm presença online e 95% nunca fizeram vendas electrónicas.

Anunciou que o SAPO BIZ permite que qualquer pequena empresa tenha um sítio Internet multilingue (suporta português, inglês, espanhol, francês e alemão) e que permite criar a custo zero uma loja online para vender para todo o mundo, gerir essa loja de forma autónoma, facilitar a ligação a plataformas logísticas e aplicar estratégias de marketing utilizando ferramentas SAPO.

Alexandre Fonseca adiantou vão estar disponíveis soluções de facturação das vendas online e sublinhou que toda a solução foi integralmente desenvolvida por engenheiros portugueses.

O director da PT revelou que o SAPO BIZ tem a opção entre o plano zero (gratuito), o plano base, com um custo de 9,90 euros mensais, e um plano premium, com um preço de 19,90 euros por mês.

Alexandre Fonseca apresentou a Academia digital SAPO (http://academia.sapo.pt), uma plataforma online para dar formação aos gestores portugueses na área da economia digital e combater a iliteracia digital nos responsáveis pelas pequenas e médias empresas (PME) e que terá cursos base gratuitos e cursos mais avançados pagos.

A parceria entre a Fundação PT e o IEFP prevê a formação como consultores digitais de 500 jovens desempregados licenciados desempregados, que estejam inscritos no IEFP, com formações que terão mais de 160 horas de formação, presencial e online, e que decorrerão em cinco cidades portuguesas.

Os formulários de candidatura estão disponíveis em www.consultoresdigitais.pt.

Alexandre Fonseca disse ao Falar de Economia e Tecnologia que a formação de consultores digitais envolve um investimento de quase meio milhão de euros do IEFP e de igual montante da Fundação PT.

Ainda sem comentários