Vendas de tablets caíram 16% no primeiro trimestre 2015

Vendas de tablets caíram 16% no primeiro trimestre 2015Publicado em 02/07/2015 01:22 em Equipamentos

As vendas de tablets caíram 16% homólogos no primeiro trimestre de 2015 e baixaram 35% face ao trimestre anterior, os maiores recuos desde o início do mercado de tablets, revelou a consultora e analista de mercados ABI Research.

O relatório da ABI destaca que não há como negar que o mercado está a perder momentum e que os fabricantes líderes enfrentam um aperto.

Recorda que a Apple e a Samsung são os actores chave e que continuam a dominar uma significativa maioria do mercado de tablets.

Jeff Orr, director sénior da ABI, sublinha que 2015 é um ano chave para fabricantes mais pequenos e competitivos crescerem, construírem os seus negócios e ganharem quota de mercado em países avançados e emergentes.

Considera que ao mercado de tablets falta um forte terceiro e, mesmo, quarto fabricante que seja um actor verdadeiramente competitivo para fazer sair o sector da estagnação, que a ABI espera para este ano.

Orr observa que a Acer, a Asus e a Lenovo mostram todas promessas de visar esse objectivo, mas precisam de se focar na construção do seu negócio, especialmente em mercados onde as decisões de compra estão ainda largamente por tomar.

O director da ABI salienta que o abrandamento que se verifica não significa o fim do mercado de tablets, dispositivos que continuam a ter muita popularidade entre os consumidores e têm utilidade em muitos negócios e no sector da educação.

Acrescenta que as questões fulcrais para aqueles dispositivos são a longevidade de utilização, o preço e a concorrência do mercado.

O crescimento inicial que as vendas de tablets experimentaram pode não se repetir mas aqueles dispositivos têm ainda uma força importante, observa Orr, indicando que o potencial para um realinhamento dos fabricantes mais pequenos ainda se mantém.

Ainda sem comentários