Navegador da Microsoft abaixo dos 50% do mercado mundial

Publicado em 06/10/2010 23:03 em Internet

O navegador Internet Explorer, da Microsoft, teve em Setembro pela primeira vez uma quota mundial inferior a 50% do mercado, descendo para 49,9%, indicou a consultora e analista do mercado de tecnologias StatCounter.

O estudo da StatCounter indica que o Internet Explorer, que há dois anos representava mais de dois terços do mercado mundial, tem vindo a perder peso nos últimos 12 meses e que passou de uma quota de 58,37% em Setembro de 2009 para 49,89% em Setembro deste ano.

Na Europa, o Internet Explorer, mantendo-se como o navegador mais utilizado, tinha já perdido a maioria, representando 46,44% em Setembro do ano passado e baixando para 40,26% um ano depois.

Nos Estados Unidos a quota do Internet Explorer mantém-se acima dos 50%, com 52,3% em Setembro de 2010.

O segundo «browser» mais utilizado, o «Firefox», apresentou pequenas oscilações nos últimos 12 meses mas manteve-se entre os 30,7% e os quase 32%, ficando em 31,5% em Setembro de 2010, ligeiramente acima da quota de um ano antes.

O estudo da StatCounter revela que o grande ganhador foi o «Chrome», da Google, que progrediu de uma quota de 3,69% em Setembro de 2009 para 11,54% um ano depois, mais do que triplicando a quota e mantendo uma trajectória de crescimento constante.

Entre Setembro de 2009 e igual mês do ano em curso, o «Safari» cresceu ligeiramente, de 3,28% para 4,42%, enquanto o «Opera» apresentou uma ligeira quebra, de 2,62% para 2,03%.

Os restantes navegadores na Internet têm uma expressão bastante reduzida e em conjunto têm apresentado uma quota geralmente abaixo de 1%, ficando nos 0,63% em Setembro de 2010.

Ainda sem comentários