Trojans representaram 55% das novas ameaças no trimestre

Publicado em 05/10/2010 22:27 em Segurança Informática

A companhia espanhola de segurança informática Panda indicou que os cavalos de Tróia («trojans») representaram mais de metade das novas ameaças informáticas que apareceram no terceiro trimestre de 2010.

A companhia de segurança espanhola indica que os cavalos de Tróia representaram 55,37% do software malicioso novo que surgiu no terceiro trimestre, os vírus 23,43%, os «worms» (vermes informáticos) 12,17% e o adware 7,51%-

A Panda garante que mais de metade do spam (mensagens de correio electrónico não solicitadas, frequentemente com software malicioso) global teve origem em apenas uma dezena de países, com destaque para a Índia, Brasil e Rússia.

A difusão de «malware» através de mensagens de correio electrónico (email) continuaram a ser dominantes mas perderam peso em favor de outros métodos, nomeadamente através de redes sociais. Entre estes destaca-se o «clickjacking» explorando a funcionalidade «eu gosto» («like») da rede social Facebook, e a inclusão de páginas Web falsas em motores de busca.

No caso do «clickjacking», os piratas informáticos «apoderam-se do botão “Like” do Facebook para levar os utilizadores a visitar sítios web» maliciosos, adianta a empresa.

O Panda assinala que o sistema operativo (SO) Android, da Google, está «na linha de fogo» dos ataques maliciosos contra smartphones, aproveitando o forte crescimento daquele SO.

O «Fake Player», que se disfarça de reprodutor de vídeo para o sistema operativo Android, envia SMS originando enormes facturas telefónicas para os utilizadores, enquanto o «TapSnake», uma aplicação que se faz passar pelo jogo com o mesmo nome, envia as coordenadas de geolocalização do utilizador a uma empresa de espionagem, aproveitando as potencialidades do Android na área da geolocalização.

A Formosa (Taiwan) lidera a lista de países mais efectados por infecções de computadores, seguindo-se a Rússia, Brasil, Argentina e Polónia. Portugal surge em 14º lugar na lista de 15 países considerados.

A Panda afirma que a boa notícia do trimestre foi a detenção do pirada informático que criou o «Butterfly», que infectou 13 milhões de computadores em todo o mundo.

Ainda sem comentários