Fujitsu iniciou construção de supercomputador de próxima geração

Publicado em 05/10/2010 22:19 em Geral

A multinacional de tecnologias e electrónica japonesa Fujitsu anunciou que começou a produzir as unidades para o supercomputador japonês de próxima geração.

O supercomputador foi desenvolvido conjuntamente pela Fujitsu e pela instituição de investigação de ciência computacional RIKEN, fundada pelo governo japonês, no âmbito da Infra-estrutura Computacional de Alta Performance (HPCI) liderada pelo ministério nipónico da Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.

O supercomputador será um sistema que inclui mais de 800 unidades de computação, cada uma delas com unidades de processamento central (CPU) ultra-rápidas, desenvolvidas pela Fujitsu e com uma capacidade de computaçao de 128 gigaflops (milhares de milhões de operações de vírgula flutuante), interligadas numa rede de alta performance e alta fiabilidade, adianta a multinacional.

A multinacional japonesa indica que o supercomputador terá no total mais de 80 mil dessas CPU.

A Fujitsu indica que está envolvida no projecto do supercomputador japonês desde o lançamento desta iniciativa em 2006 e sublinha que pretende contribuir para a infra-estrutura de ciência e tecnologia do Japão e manutenção da competitividade internacional do país.

O supercomputador, com o nome de código «K», deverá estar disponível em 2016 e atingir o objectivo de 10 petaflops (10 mil biliões de operações de vírgula flutuante) de capacidade.

Ainda sem comentários