Receitas da Capgemini cresceram 1,5% no I trimestre

Publicado em 06/05/2015 00:27 em Geral

O grupo de consultoria tecnológica Capgemini anunciou terça-feira que o seu volume de negócios cresceu 1,5% homólogos a taxas de câmbio constantes e com estrutura comparável no primeiro trimestre de 2015, para 2 764 milhões de euros.

A taxas de câmbio correntes e com a estrutura do grupo existente, a facturação aumentou 10,5%.

Em comunicado de resultados, a companhia indica que a Capgemini Consulting conseguiu inverter a tendência dos seus resultados nos últimos trimestres e obteve nos três primeiros meses de 2015 um acréscimo der receitas de 3,1%, sobretudo graças ao grande foco na transformação digital.

A Capgemini destaca os excelentes níveis de desempenho na América do Norte, onde as receitas subiram 11,7% em termos comparáveis, enquanto as regiões Ásia/Pacífico e América Latina apresentaram um crescimento orgânico de 22,9%.

Na Europa, as receitas caíram 6,6% no Reino Unido e Irlanda e tiveram aumentos diferenciados no resto da Europa.

A 31 de Março de 2015, o grupo empregava 147 016 trabalhadores.

Para o conjunto do ano de 2015, a companhia reviu em alta os resultados esperados e prevê um crescimento de pelo menos 5% a taxas de câmbio correntes e para a estrutura existente.

A Capgemini anunciou, também terça-feira, a aquisição da IGATE, o que permitirá que a América do Norte se transforme na maior e mais importante região para o grupo, representando 30% do volume de negócios total, que prevê que atinja os 12,5 mil milhões de euros em 2015.

Acrescenta que o número de trabalhadores deverá subir para cerca de 190 mil.

O preço de compra da IGATE foi de 48 dólares por acção e valor global da transacção ascende a 4 mil milhões de euros.

A Capgemini salienta que a fusão permite sinergias cruzadas nos valores de facturação da ordem dos 100 milhões a 150 milhões de dólares e permitirá alcançar ganhos de eficiência entre 75 milhões e 105 milhões de dólares nos próximos três anos.

Ainda sem comentários