Despesa em infra-estruturas redes móveis subiu 51% na China

Publicado em 23/04/2015 01:06 em Operadores / Serviços

A despesa em infra-estruturas de redes de comunicações móveis cresceu 51% no ano passado na China, liderada pelo investimento da China Unicom em redes de terceira geração móvel e da China Mobile nas redes de quarta geração LTE, indicou a Infonetics Reearch.

A consultora e analista de mercados indica que a China Telecom cortou as despesas de capital (CAPEX) em quase um terço, mas a China Unicom aumentou-as em um quarto e a China Mobile investiu mais do que as duas em conjunto, segundo Stéphanie Téral, directora da Infonetics.

A Chine Mobile «explodiu» as suas metas de implementação de infra-estruturas para suportar a tecnologia móvel de quarta geração LTE – Long Term Evolution, acabando o ano com 720 mil estações LTE, 570 mil acima do que se verificava no fim do ano anterior e excedendo largamente a sua meta de atingir o meio milhão.

O CAPEX em infra-estruturas móveis na China atingiu os 11,1 mil milhões de dólares, correspondendo ao citado acréscimo de 51%, e os operadores móveis aumentaram o seu número de clientes em 58 milhões, atingindo um total de 1,3 mil milhões de subscritores de telefonia móvel, indica a Infonetics.

Acrescenta que cerca de 60% dos subscritores de telefonia móvel são clientes da China Mobile.

Os fabricantes chineses Huawei e ZTE representam em conjunto 60% das estações de base móveis implantadas na China em 2014, conclui a Infonetics Research.

Ainda sem comentários