D-Link cresceu 23,6% em Portugal em 2014

D-Link cresceu 23,6% em Portugal em 2014Publicado em 22/04/2015 00:36 em Outras Tecnologias

A D-Link cresceu 23,6% em Portugal no ano passado e espera aumentar 30% a sua facturação no país em 2015, revelou o director-geral para a península ibérica, Antonio Navarro, em encontro com a imprensa para apresentar novas soluções da empresa.

António Navarro indicou que as vendas de soluções de vigilância IP e as vendas de câmaras deverão crescer 40% no ano em curso.

Os responsáveis da companhia indicaram que os «pilares tecnológicos da D Link, companhia fundada há 29 anos, são soluções de comunicações sem fios, nomeadamente routers e controladores wireless, de switching, câmaras IP, segurança doméstica e empresarial através de videovigilância e soluções wireless com tecnologia móvel 3G e 4G LTE.

A empresa tem também soluções powerline e de armazenamento.

O director-geral ibérico destacou as novas plataformas de gestão Wi-Fi, com routers capazes de gerir de forma centralizada 500 pontos de acesso, uma solução adequada para negócios como a hotelaria.

Antonio Navarro apresentou a nova carteira de produtos de vigilância IP doméstica para 2015, que diz incluírem soluções a preços acessíveis para qualquer tipo de habitação.

Uma das soluções no âmbito da domótica é o EyeOn – Baby Monitor Family, com uma câmara IP ligada a um smartphone ou tablet que permitir detectar remotamente movimentos da criança, registar alterações à temperatura ambiente, falar com o bebé ou gravar imagens.

António Navarro apresentou a nova família mydlink home, na área da domótica, que inclui tomadas inteligentes, câmaras de filmar Wi-Fi e sensores de movimentos e adiantou que até ao Verão será lançada a linha mydlink home Z wave que inclui detectores de abertura de portas e janelas e detectores de fumo, que já são obrigatórios na Alemanha e Inglaterra e deverão ser também brevemente em França, com controlo por smartphone.

Adelino Pereira, responsável da D-Link em Portugal, destacou que as pessoas têm o desejo de saber o que se está a passar em casa quando estão ausentes e daí nasceu a domótica.

Indicou que a solução mydlink Home é uma plataforfma com mais de 3 milhões de utilizadores registados que permite interagir com a casa e controlar o que se passa, remotamente através de smartphones ou tablets.

Antonio Navarro e Adelino Pereira observaram que, além das funcionalidades de vigilância, a solução tem múltiplas capacidades como mandar ligar o aquecimento eléctrico antes de chegar a casa, mandar remotamente ligar ou desligar equipamentos eléctricos e ligar ou desligar luzes ou televisões, por exemplo, através do controlo das tomadas inteligentes.

Adelino Pereira indicou que as câmaras têm visão nocturna, podendo captar imagens para gravação remota e captar som e algumas têm função zoom ou podem rodar com controlo remoto, enquanto o sensor de movimentos tem um alcance de oito metros e a sua sensibilidade pode ser regulada para evitar falsos alarmes.

Os equipamentos podem ser programados para actualizarem automaticamente o software, indicou a D-Link.

Questionados sobre se as câmaras permitem gravar imagens na nuvem quando são activadas ou se isso está previsto, os responsáveis presentes indicaram que vai haver em breve soluções de gravação de imagens na nuvem quando a câmara é activada, por exemplo por detecção de movimento ou som, mas desconhecem se essas soluções estarão disponíveis para particulares ou se destinam apenas a empresas.

Até ao Verão deverá também estar disponível uma câmara dissimulada, de pequenas dimensões, ligada por fibra óptica, mas destinada a soluções de segurança profissional, precisaram.

A D-Link disponibiliza um kit doméstico com câmara IP, tomada inteligente e detector de movimentos por 160 euros, câmaras a 100 euros, tomadas inteligentes a 50 euros e sensores de movimentos a 40.

Os responsáveis da D-Link destacaram que a instalação dos equipamentos é feita pelos utilizadores de forma fácil e o controlo e configuração é feito através de aplicações gratuitas disponíveis para iOS e Android, embora haja também algumas apps para Windows Phone.

Ainda sem comentários