Vendas computadores caíram no primeiro trimestre

Vendas computadores caíram no primeiro trimestrePublicado em 14/04/2015 01:11 em Equipamentos

As vendas de computadores pessoais pelos fabricantes caíram no primeiro trimestre de 2015, segundo as consultoras e analistas de mercado IDC e Gartner.

A IDC estima que as vendas mundiais de computadores baixaram 6,7%, para 68,5 milhões de unidades, as vendas mais baixas dos últimos seis anos, enquanto a Gartner (que inclui tablets Windows neste universo) situa o recuo em 5,2%, para 71,7 milhões de equipamentos.

A IDC afirma que na sequência de um segundo semestre forte de vendas de computadores, que se seguiu ao fim do suporte dado pela Microsoft ao Windows XP, a queda de vendas dos fabricantes deveu-se a múltiplos factores, incluindo os stocks elevados existentes no fim de 2014, o abrandamento do efeito de substituição de equipamentos gerado pelo fim do suporte ao XP e constrangimentos à procura relacionados com indicadores económicos desfavoráveis e variações cambiais.

A IDC prevê que a redução de vendas e consequente pressão sobre os preços cria dificuldades competitivas a muitos fabricantes, o que leva a esperar novas consolidações naquele mercado.

A IDC estima que as vendas dos fabricantes de computadores para o mercado dos Estados Unidos baixaram 1,0%, para 14,2 milhões, com crescimentos nalguns segmentos, como os portáteis ultrafinos e convertíveis, enquanto no Japão diminuirão 44%.

A Gartner concorda com o bom segundo semestre de 2014 induzido pela renovação de equipamentos após o fim do suporte ao XP, tendência que abrandou nos primeiros três meses de 2015, com os computadores de secretária a experimentarem um forte recuo.

As duas consultoras, com algumas diferenças de estimativa de quotas de mercado, indicam que a chinesa Lenovo (que há alguns anos comprou a divisão de computadores pessoais da IBM) consolidou o seu primeiro lugar no mercado mundial de PC, seguida de perto pela HP, que perdeu a liderança que deteve durante vários anos.

A HP surge em segundo lugar a curta distância da Lenovo, cabendo o terceiro lugar à Dell, a significativa distância das duas primeiras.

O quarto e quinto lugares são chineses, embora a IDC coloque a Acer à frente da Asus e a Gartner ponha a Asus à frente, em ambos os casos com curtas distâncias a separar as duas marcas.

Ainda sem comentários