Colt investe 5 milhões euros na rede ibérica de fibra óptica

Publicado em 28/01/2015 23:46 em Empresas

A multinacional Colt investiu 5 milhões de euros na modernização e alargamento da sua rede ibérica empresarial de fibra óptica, revelou hoje Zhongmin Guo, vice presidente de redes e serviços da companhia.

Em encontro com a comunicação social portuguesa, Zhongmin Guo salientou que a evolução no anel ibérico de fibra óptica da Colt garante uma ligação directa das empresas portuguesas à Europa e ao resto do mundo, com capacidade de fornecer ligações de alta velocidade, até 100 gigabits por segundo (Gbps).

O vice-presidente da companhia sublinhou que a Colt fornece soluções integradas de rede, voz, centros de dados e serviços de TI (tecnologias de informação), a organizações de todas as dimensões e a operadores de rede.

Indicou que a Colt está presente em mais de duas dezenas de países, incluindo Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha, China, Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, salientando que a compra da japonesa KVH consolidou a presença na Ásia.

Zhongmin Guo observou que a multinacional está focada em sectores que necessitam de elevada largura de banda e capacidade, como os serviços financeiros, os media, os mercados de capitais, os operadores de telecomunicações, a saúde ou os fornecedores de serviços na nuvem.

Destacou que as modernas redes da Colt têm um tempo de latência muito baixo, isto é, respondem muito rapidamente, o que é importante para muitos clientes.

Para as comunicações entre computadores cada milissegundo é crítico, observou. Quando a Bolsa de Londres recebe uma ordem de compra ou venda de acções os milissegundos contam, acrescentou Zhongmin Guo.

O responsável da companhia afirmou que com a sua nova oferta de serviços espera conquistar novos clientes em Portugal e aumentar a dois dígitos a sua facturação.

Indicou que a base de clientes em Portugal, onde a empresa emprega três dezenas e meia de trabalhadores, é pequena, de «algumas centenas de empresas», e a Colt tem potencialidades de crescimento no país.

Adiantou que a Colt tem também boas perspectivas de crescimento nos Estados Unidos e nalgumas partes da Ásia.

Zhongmin Guo adiantou que os 168 160 quilómetros de fibra da Colt ligam 205 cidades de 28 países em três continentes, dispõe de redes metropolitanas de fibra óptica em 47 cidades e liga mais de 22 mil edifícios e 521 centros de dados.

Precisou que a Colt emprega mais de 5 mil pessoas e serve mais de 25 mil clientes empresariais.

Responsáveis da empresa indicaram que a Colt, uma companhia de origem britânica, continua a estar cotada na Bolsa de Londres mas tem sede no Luxemburgo e foi comprada pelo fundo de investimento norte-americano Fidelis.

Ainda sem comentários