Sete conselhos para proteger redes Wi-Fi domésticas

Publicado em 26/01/2015 00:04 em Segurança Informática

A firma de segurança informática de origem russa Kaspersky salienta que o perigo não está apenas nas redes Wi-Fi públicas e que muitas vezes os utilizadores desconhecem que são necessários cuidados para proteger as redes Wi-Fi domésticas, com palavra-passe, para evitar que sejam alvo de ataques maliciosos.

A Kaspersky destaca como primeira precaução alterar a palavra passe original do router e substituí-la por outra mais forte e complexa, além da desactivação da administração remota.

A companhia de segurança informática assinala que um grave erro muitas vezes cometido é utilizar as passwords definidas de origem, observando que se a isto se juntar alguma vulnerabilidade ou uma ligação wireless aberta os cibercriminosos podem tomar facilmente o controlo do router.

Aconselha, também, a desactivar a gestão remota, nomeadamente introduzindo o endereço 0.0.0.0 no campo adequado.

Recomenda, ainda, que se bloqueie o acesso ao router sempre que a ligação o permita através dos protocolos Selnet ou SSH.

A Kaspersky sugere a desactivação da emissão do SSID, recordando que o ID, por defeito, é transmitido para todo o mundo, uma opção que deve ser desmarcada para evitar que qualquer um conheça o ID do utilizador. Acrescenta que isso implica introduzir o SSID cada vez que o dispositivo se ligue à Internet.

Aconselha, ainda, o uso de uma encriptação de confiança, como a WPA2, a que acresce uma palavra passe forte.

Outro cuidado é actualizar com frequência o software do router, instalando as novas versões de firmware, que normalmente corrigem vulnerabilidades que são muitas vezes a porta de entrada dos hackers.

Ainda sem comentários