Capgemini aposta em aplicações inovadoras para facilitar o negócio

Publicado em 15/11/2014 00:58 em Software

A Capgemini Portugal está a apostar em aplicações inovadoras sobre os Google Glass, os óculos digitais do Google, para faciltar os negócios e aumentar a produtividade, indicou Luís Timóteo, responsável pela área tecnológica da consultora.

O centro de excelência da Capgemini Portugal, Capgemini desenvolveu a aplicação «Verifeye» sobre software BIRD, da Seldata, com aplicação imediata no sector do retalho e que permite optimizar os processos de verificação dos produtos pelos comerciais em empresas retalhistas, por exemplo em grandes superfícies comerciais, indicaram responsáveis da consultora.

O processo de verificação incide particularmente sobre identificação de ruptura de existências (stocks), com possibilidade de criar notas de encomenda, e verificação da coincidência dos preços praticados com os recomendados.

Jorge Reis, da Capgemini, salientou que o «Verifeye» pode funcionar em tempo real no BIRD mobile ou funcionar «offline» e os dados serem sincronizados com o BIRD por Bluetooth.

Sublinhou que a experiência piloto demonstrou a facilidade de adaptação à utlização dos Google Glass com esta aplicação, a possibilidadede realização de diferentes actividades em simultâneo e um ganho de 20% na rapidez na verificação de rupturas de existências, admitindo que houve mais dificuldades por falhas na ligação à Internet e problemas no reconhecimento de preços.

Os responsáveis da Capgemini e da Seldata adiantaram que o «Verifeye» será principalmente utilizado pelos comerciais da Selplus, do mesmo grupo da Seldata, mas poderá também ser utilizado por comerciais de superfícies comerciais que utilizem o software BIRD.

Os comerciais poderão comandar os Google Glass por voz mas apenas em inglês, ainda que os responsáveis pelo desenvolvimento da aplicação tenham sublinhado que os comandos poderão vir a ser dados em português «se e quando» os Google Glass suportarem a língua portuguesa.

Luís Timóteo assinalou que o trabalho que tem vindo a ser efectuado no centro de excelência da Capgemini em Portugal visa mostrar que esta tecnologia inovadora é diferenciadora no contexto do negócio e que pode ser utilizada na prática.

Luís Timóteo revelou ao Falar de Tecnologia que o centro de excelência da Capgemini Portugal está a trabalhar noutras aplicações dos Google Glass, nomeadamente para a actividade seguradora, explorando a possibilidade de os peritos das companhias de seguros aumentarem a rapidez das peritagens através da utilização daqueles óculos digitais, com crescimento da produtividade.

O responsável pela área de tecnologia adiantou que a Capgemini emprega em Portugal cerca de 350 trabalhadores, metade dos quais dedicados à tecnologia, adiantando que há uma dezena de pessoas fixas no centro de excelência.

Luís Timóteo disse ao Falar de Tecnologia que a Capgemnini Portugal vai identificando tecnologias iniovadoras e vai alocando recursos para formar no âmbito do centro de excelência uma equipa com as competências necessárias para desenvolver as soluções.

Ainda sem comentários