HP prevê cindir-se em duas companhias cotadas

Publicado em 06/10/2014 23:45 em Destaques

A multinacional de tecnologias da informação HP anunciou hoje queprevê cindir se em duas companhias cotadas, a Hewlett-Packard Enterprise, focada no segmento empresarial, e a HP Inc, vocacionada para a área do consumo.

Em comunicado, a HP indica que a operação deverá ficar concluída pelo fim do ano fiscal de 2015 e que Meg Whitman, actual CEO da companhia, ficará como CEO da Hewlett Packard Enterprise e presidente da Administração da HP Inc. O CFO (administrador executivo com o pelouro financeiro) da HP, Cathie Lesjak, mantém essas funções na Hewlett-Pachard Enterprise, onde Pat Russo presidirá ao Conselho de Administração.

O vice-presidente executivo para a área de impressão e sistemas pessoais será CEO da HP Inc, que fica com o negócio de sistemas pessoais e impressão, que o novo CEO já dirigia.

A multinacional indica que o negócio empresarial da HP representa receitas de 58 mil milhões de dólares e resultados operaconais de 6 mil milhões de dólares, enquanto o negócio de consumo vale 57 mil milhões de dólares e apresenta resultados operacionais de 5 mil milhões de dólares.

A companhia afirma que o plano de reestruturação, no âmbito do qual 36 mil trabalhadores saíram da companhia até ao fim do terceiro trimestre de 2014, continua e anuncia que o número total de despedimentos deverá crescer para 55 mil, mais 5 mil a 10 mil do que os 45 mil a 50 mil anteriormente anunciados.

O Falar de Tecnologia contactou por correio electrónico um porta-voz da HP Portugal para apurar o peso dos dois segmentos nas receitas e no emprego e se haveria também um incremento de despedimentos, mas foi esclarecido que as filiais nacionais não podem divulgar informação por país.

A multinacional revela que os accionistas da HP ficarão como accionistas das duas novas empresas e indica pretender que a transacção de separação fique livre de impostos federais para os accionistas.

Acrescenta que a operação fica dependente de condições, nomeadamente a aprovação do Conselho de Directores da HP, o não pagamento de impostos federais pelos accionistas e a obtenção de aprovação do regulador do mercado de valores (SEC Securities and Exchange Commission).

Ainda sem comentários