Vendas PC, tablets e smartphones cresceram na Europa Ocidental

Vendas PC, tablets e smartphones cresceram na Europa OcidentalPublicado em 09/09/2014 01:47 em Destaques

As vendas de computadores, tablets e smartphones cresceram 2,8% no segundo trimestre na Europa Ocidental, atingindo 52,51 milhões de unidades, estima a consultora e analista de mercados IDC.

A IDC salienta que aquele é um dos segmentos que mais crescem na indústria de tecnologias da informação mas o aumento das vendas abrandou.

Acrescenta que esta desaceleração incluiu uma mudança de dinâmicas, com os portáteis a recuperar e a procura de tablets a recuar na Europa Ocidental.

O surgimento de smartphones com ecrãs maiores e os preços agressivos de portáteis de gama mais baixa explicam o comportamento do mercado de tablets, observa a consultora.

A analista de mercados adianta que o fim do suporte ao Windows XP e o envelhecimento da base instalada de computadores com Windows 7 explica o forte acréscimo da renovação de computadores de secretária e portáteis no segmento empresarial, com acréscimo homólogo de 26,6%, verificando-se igualmente um aumento da procura no consumo, com aumento de 23,6%. Os computadores registaram uma progressão global de 25,2% nas vendas.

As vendas de tablets baixaram 12,5% no segundo trimestre na Europa Ocidental, para 7,6 milhões de unidades, enquanto as de smartphones recuaram ligeiramente (menos 0,4%), para 31,7 milhões de equipamentos, precisa.

Jorge Ferreira, analista da IDC, salientou que a «crescente popularidade dos ‘phablets’ (smartphones com ecrãs de generosas dimensões), afectaram a procura dos tablets de 7 a 8 polegadas, enquanto os tablets maiores sofreram a concorrência dos portáteis de gama mais baixa com preços muito atractivos, que a IDC prevê que mantenham uma tendência de crescimento.

A Samsung, apesar de um recuo de 24,3% nas unidades vendidas, manteve no segundo trimestre a liderança de vendas conjugadas de smartphones, computadores e tablets, com um total de 12,53 milhões de equipamentos e uma quota de mercado de 23,9% (menos 8,5 pontos percentuais do que um ano antes).

As vendas da Apple caíram 4,5%, para 8,78 milhões de unidades, e a quota de mercado da marca da maçã recuou para 16,7%, enquanto a Sony viu as vendas recuarem 2,7%, para menos de 3,90 milhões de unidades, ficando com um peso de 7,4% nas vendas de smartphones, PC e tablets no segundo trimestre.

A HP conseguiu um crescimento de 33,9% no conjunto dos três segmentos e a sua quota de mercado subiu para 6,1%, correspondente a 3,23 milhões de equipamentos, enquanto as vendas da chinesa Lenovo aumentaram 77,4%, para 2,52 milhões de dispositivos, que lhe conferiram uma quota de 4,8%, adianta a consultora.

No segmento de computadores, a HP e a Lenovo lideram, seguidas pela Acer, Dell, Asus e Apple, enquanto a Sony saiu dos 10 maiores devido à transacção da gama Vaio.

Nos smartphones, a Samsung mantém a liderança, seguida pela Apple e Sony.

A Apple mantém-se como número 1 nos tablets, com 2,1 milhões de iPads vendidos, e a Samsung, apesar de uma queda de 19% nas vendas, segurou a segunda posição, indica a IDC.

Ainda sem comentários