Gartner prevê que despesa em segurança informática crescerá 8% em 2014

Publicado em 04/09/2014 01:57 em Segurança Informática

A consultora e analista de mercados Gartner prevê que a despesa mundial em segurança informática atingirá 71,1 mil milhões de dólares (54,1 mil milhões de euros) em 2014, um acréscimo de 7,9% face ao ano passado.

O relatório da Gartner assinala que o segmento de maior crescimento será este ano a prevenção de perda de dados, que deverá aumentar 18,9%.

A consultora antecipa um crescimento de 8,2% na despesa em segurança informática em 2015, para ascender a 76,9 mil milhões de dólares (58,5 mil milhões de euros).

A Gartner salienta que a crescente adopção do acesso móvel à Internet, da nuvem e das redes sociais vai criar novas vulnerabilidades e será o cerne das novas tecnologias e serviços de segurança até 2016.

A analista de mercados estima que em 2015 cerca de 10% do mercado de segurança de tecnologias da informação (TI) para empresas será disponibilizado na nuvem, percentagem que poderá atingir 30% nos serviços de segurança para pequenas e médias empresas (PME).

A pressão regulatória, nomeadamente novas e mais estritas exigências legais de garantia da privacidade da informação dos utilizadores e da sua informação pessoal está a dinamizar aquele sector, adianta a consultora.

A Gartner antecipa que em 2018 mais de metade das organizações utilizarão serviços de firmas de segurança especializadas em protecção de dados, gestão de riscos de segurança e gestão da segurança de infra-estruturas para reforçar a sua segurança de TI.

A Gartner prevê que a segurança das comunicações móveis será uma prioridade para os consumidores, em particular a partir de 2017, observando que actualmente há uma falta de utilização de ferramentas de segurança pelos utilizadores de plataformas móveis, não se prevendo uma intensificação significativa da procura deste tipo de soluções antes de 2016.

Ainda sem comentários