Mercado mundial de TIC deverá crescer 4% em 2014

Publicado em 12/08/2014 01:22 em Geral

O mercado mundial de tecnologias da Informação e Comunicações (TIC) deverá crescer 4% no ano em curso e valer 3,7 biliões de dólares (2,76 biliões de euros), prevê a consultora e analista de mercados IDC.

O relatório da IDC antecipa que só o sector de Tecnologias da Informação (TI), excluindo os serviços de telecomunicações, deverá facturar em 2014 a nível mundial quase 2,1 biliões de dólares (1,57 biliões de euros), crescendo 4,5% a taxa de câmbio constante e 4,1% em dólares americanos.

A consultora estima que se registou uma despesa fraca em TI no primeiro trimestre, mas admite uma recuperação da despesa em tecnologias no segundo semestre do ano em curso, que se deverá prolongar por 2015.

Aquela analista indica que boa parte do crescimento previsto para este ano se deve aos smartphones, mas a despesa em TI excluindo smartphones deverá crescer 3,1% a taxas de câmbio constantes.

Observa que para além dos smartphones, o maior crescimento da despesa em tecnologia virá das vendas de software.

A IDC indica que alguns mercados emergentes têm limitações devidas a factores macroeconómicos e geopolíticos, mas há uma significativa aceleração em mercados como a Rússia, o Brasil e a Índia, mas também uma recuperação na China. Contudo, o crescimento nas tecnologias da informação é liderado pelos mercados maduros.

No entanto, a ICD observa que os mercados emergentes voltarão em 2015 a liderar o crescimento das despesas em tecnologias.

A renovação do parque de computadores pelas empresas está a revelar-se mais forte do que o previsto, em parte pelo fenómeno do fim do suporte da Microsoft ao Windows XP, e a IDC espera um crescimento de 3,5% das vendas de PC em 2014, o maior dos últimos quatro anos.

As vendas de computadores devem crescer em número este ano na Europa Ocidental mas a descida de preços será responsável por uma queda de 1% em valor nos PC. No Japão, as vendas de computadores deverão diminuir 4,5% este ano, após um acréscimo de 6% em 2013.

O mercado de tablets, que aumentou muito as taxas de penetração, está mais sensível à conjuntura económica e à concorrência pelo preço.

Com as vendas de PC a melhorar, as vendas de tablets deverão desacelerar de um crescimento de 29% em valor em 2013 para apenas 8% este ano, mas deverão recuperar para crescimentos a dois dígitos no próximo ano.

Nos Estados Unidos, a despesa em tablets deverá crescer apenas 2% em 2014 mas acelerar para aumentos a dois dígitos em 2015, prevê a IDC.

A consultora antecipa que o mercado de TI na China deverá crescer 13% a taxas de câmbio constantes em 2014, principalmente devido às vendas de smartphones.

Excluindo as vendas de telemóveis, o mercado chinês de TI deverá crescer 5% este ano, com as vendas de software a aumentarem 9%, as de sistemas de armazenamento a progredirem 8% e as de servidores a subirem 7%. A redução de vendas de PC afectará negativamente o mercado chinês de TI.

A IDC salienta que as economias desenvolvidas estão estáveis desde o ano passado, com crescimentos de despesa em TI que muitas vezes ultrapassaram as expectativas, e aponta para um crescimento de 2% este ano na Europa Ocidental e de 4% nos Estados Unidos.

Ainda sem comentários