IDC prevê vendas 1,2 mil milhões smartphones em 2014

IDC prevê vendas 1,2 mil milhões smartphones em 2014Publicado em 17/06/2014 12:03 em Equipamentos

A consultora e analista de mercados IDC prevê vendas de 1,2 mil milhões de smartphones no ano em curso, um crescimento de 23,1% face a 2013, e atingir vendas de mais de 1,8 mil milhões de unidades em 2018, um aumento acumulado anual de 12,3%.

O relatório da IDC indica que as vendas de smartphones deverão duplicar entre 2013 e 2018 em mercados emergentes chave, incluindo Índia, Indonésia e Rússia, e a China deverá representar em 2018 um terço das vendas de smartphones.

Aquela analista prevê que o preço médio mundial dos smartphones baixe este ano para 314 dólares (231 euros), menos 6,3% do que os 335 dólares (247 euros) do ano passado. Admite para 2018 um valor médio de 267 dólares (197 euros ao câmbio actual).

A consultora antecipa que os equipamentos com plataforma Android tenham este ano um custo médio de 254 dólares e desçam para 215 dólares em 2018, bastante abaixo do mercado global, enquanto os iPhone poderão custar em média 657 dólares em 2014 e 604 dólares dentro de quatro anos, em ambos os casos mais do dobro do custo médio dos smartphones.

Os equipamentos com sistema operativo Windows Phone terão em 2014 um preço médio de 265 dólares mas em 2018 deverão estar aproximadamente ao nível do custo médio dos Android, com 214 dólares, enquanto o BlackBerry sofrerá a maior erosão, passando de 339 dólares para 252 dólares naquele período, segundo aquela analista.

A IDC prevê que o Android, do Google, se mantenha como o sistema operativo líder este ano, com uma quota de 80,2% do mercado e 25,6% mais unidades do que em 2013, com 997,7 milhões de smartphones.

Para 2018, a consultora antecipa vendas de mais de 1400 milhões de telemóveis com plataforma Android, mas a quota de mercado reduz-se para 77,6%.

A IDC admite que os telemóveis com plataforma iOS (iPhone, da Apple) fiquem em 2014 com uma quota de 14,8% com 184,1 milhões de equipamentos vendidos, um acréscimo de 20%, mantendo se forte nos mercados maduros. Para 2018 vaticina vendas de mais de 247 milhões de IPhones, um acréscimo médio anual de 10%, mas um novo recuo da quota de mercado, para 13,7%

O Windows Phone, da Microsoft, deverá ver as suas vendas crescerem quase 30% este ano, para 43,3 milhões de smartphones, que lhe conferem uma quota de 3,5%, e ter um crescimento médio anual superior a 28% até 2018, altura em que deverá equipar mais de 115 milhões de smartphones e deter uma quota de 6,4%, indica a analista de mercados.

Quanto ao BlackBerry, a IDC espera para 2014 vendas de 9,7 milhões de unidades (menos 49,6% do que em 2013), correspondentes a uma quota de 0,8%, e que em 2018 se reduzam a menos de metade, para 4,6 milhões de smartphones, e que a sua quota desça para apenas 0,3%.

Outros sistemas operativos para além dos quatro mencionados deverão representar este ano 0,7% do mercado, mas o peso dos SO alternativos poderá atingir 2,1% em 2018, segundo a consultora.

Ainda sem comentários