Oracle lança «Database In-Memory» em Julho

Publicado em 11/06/2014 01:54 em Empresas

O CEO (presidente executivo) da Oracle, Lawrence (Larry) Ellison, apresentou hoje a nova «Database In-Memory» com uma arquitectura inovadora de duplo formato e que chega ao mercado mundial em Julho.

Numa videoconferência mundial realizada terça-feira a partir de Redwood (Califórnia), Larry Ellison afirmou que a «Oracle Database In-Memory» permite velocidades de analítica 100 vezes mais rápidas e operações OLTP (Online Transaction Processing) duas vezes mais céleres.

O CEO da multinacional recordou que analítica mais rápida, que se processa em colunas, costumava implicar velocidades de processamento de transacções, em linhas, mais lentas, o que não acontece com a nova solução de bases de dados da empresa, onde há maior velocidade nos dois casos.

«A magia da Oracle», a grande inovação, é que os dados são armazenados em simultâneo de duas maneiras, os «queries» (mecanismos de análise da informação) em formato de colunas e as transacções em formato de linhas, ficando sincronizados, observou Larry Ellison.

O presidente executivo da companhia salientou que a solução é económica, escalável e de implementação rápida, permitindo alcançar o objectivo enunciado durante tanto tempo de empresas em «real time», e corre com virtualmente todas as aplicações compatíveis com bases de dados Oracle.

Tudo continua a funcionar com a mesma fiabilidade, sem mudanças e tudo corre mais rapidamente, assegurou.

Larry Ellison salientou que a maioria das máquinas só suportam um nó e se esse nó falha ficam offline, enquanto a nova arquitectura pode duplicar os dados In-Memory e instantaneamente usar ums cópia dos dados se um servidor falhar e assim manter a operação.

A «Big Memory Machine M6-32», da Oracle, pode ter até 32 Terabytes de memória DRAM e permite velocidades de processamento até 3 terabytes por segundo (Tbps), garantiu.

Ainda sem comentários