Como transferir dinheiro por Internet de forma segura

Publicado em 14/05/2014 01:00 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Kaspersky salienta a comodidade de fazer pagamentos diversos e transferir dinheiro por Internet mas chama a atenção para os riscos crescentes que isso implica e para a necessidade de adoptar procedimentos de segurança.

A companhia de segurança russa assinala que existem medidas de segurança de senso comum que devem estar presentes nas actividades financeiras por Internet, como manter sempre o sistema operativo actualizado, ter a última versão do navegador Internet, assim como de qualquer aplicação executada durante a transacção, e ter sempre instalado um programa de segurança informática robusto.

A Kaspersky sublinha que no caso de actividades financeiras com utilização de dispositivos móveis (tablets e smartphones) a situação é diferente porque é menos cómoda a navegação Internet e é provável que a actividade financeira seja feita através de uma aplicação específica, que deverá estar também sempre actualizada.

Acrescenta que a utilização de dispositivos móveis deve implicar a actualização do respectivo sistema operativo e de todas as aplicações, porque os cibercriminosos podem entrar no dispositivo utilizando vulnerabilidades de qualquer aplicação.

Uma vez mais aconselha a utilização um software de segurança sólido.

A Kaspersky indica que o Android, de longe o sistema operativo móvel mais atacado, tem sido alvo particular de malware bancário concebido para roubar informação financeira e pessoal dos dispositivos móveis utilizados para transacções financeiras.

A companhia russa sublinha que alguns programas de segurança incluem uma funcionalidade de pagamento seguro, o qual apenas permite operações financeiras com endereços de páginas web introduzidos previamente pelo utilizador.

Uma das medidas de senso comum aconselhadas é nunca fazer transacções financeiras através de computadores também usados por outras pessoas, nunca fazer transferências ou pagamentos de computadores públicos ou ligados a redes Internet públicas e verificar sempre se a página de destino é legítima.

Outra medida a adoptar é nunca utilizar serviços de pagamentos que não se conhece e escolher serviços com uma encriptação robusta (que deverá incluir o protocolo https:// e ter um pequeno cadeado na barra de endereços).

A Kaspersky acrescenta que as palavras passe utilizadas nestas operações devem ser únicas, longas e robustas, incluindo letras maiúsculas e minúsculas, algarismos e caracteres especiais.

Será aconselhável um sistema de dupla verificação, com confirmação da operação através de um código de segurança sempre diferente que chegue por SMS ao telefone pessoal do utilizador.

Sempre que o utilizador detecte situações suspeitas deve fazer uma verificação completa do seu computador e pelo menos mudar a palavra passe do serviço.

E, diz o autor destas linhas, porque não há sistemas absolutamente perfeitos, é importante verificar com regularidade os extractos da conta bancária e ver se não há movimentos de que o legítimo titular da conta não se recorda.

Ainda sem comentários