Decisões consumo vão-se basear ligação emocional com marca

Publicado em 12/01/2014 23:49 em Empresas

A consultora portuguesa de tecnologias Mind Source, nas previsões para 2014 a 2016, antecipa que as decisões de consumo não se basearão no produto/serviço mas sim na relação emocional com a marca e na experiência que esta proporciona.

Nas previsões sobre a evolução do negócio e da tecnologia no triénio que agora se inicia, a Mind Source defende que as empresas vão entrar numa nova era em que a chave para o êxito não estará apenas na redução de custos. «A tecnologia irá continuar a mudar a forma de gerir o negócio e a experiência do consumidor irá ditar a envolvência da marca», sublinha.

A Mind Source defende que uma das principais tendências está ligada ao crescimento exponencial de aplicações/jogos, que são uma poderosa ferramenta de ligação dos clientes, permitem mudar comportamentos, desenvolvem competências e estimulam a inovação.

João Pais, CTO - Chief Tecnology Officer da Mind Source, sublinha que a tecnologia por si só não acrescenta valor e observa que o que cria valor é a combinação das pessoas com uma estratégia clara, a tecnologia certa, uma boa qualidade dos dados e processos ágeis e optimizados.

O estudo «Business and Technology Transformation 2014/2016» afirma que as empresas vão precisar de modernizar e optimizar as suas aplicações, garantir que os investimentos trazem retorno à sua organização e desenvolver um modelo que permita estimar e medir a produtividade.

A consultora nacional de tecnologias destaca a importância do «Big Data», que permitirá às empresas criar novos produtos e modelos de negócio através da exploração inteligente de grandes volumes de dados, a digitalização, os media sociais e o «mobile», que criará possibilidades de desenvolvimento de aplicações inovadoras e interactivas para comunicar com clientes e parceiros.

Cita, ainda, o «Data Mining» e o «Business Intelligence», como ferramentas de análise de dados e suporte à decisão, e o SPM - «Sales Performance Management» (Gestão de desempenho de vendas), centrado em aspectos internos da organização para melhorar a eficiência das vendas e a interacção com os clientes.

Ainda sem comentários