Poder foi a palavra mais procurada em 2013 no dicionário online Priberam

Poder foi a palavra mais procurada em 2013 no dicionário online PriberamPublicado em 03/01/2014 01:17 em Internet

A palavra «poder» foi a mais consultada em 2013 em Portugal no dicionário online da Priberam, seguindo-se as palavras «ser» e «resiliência», indicou a produtora de software linguístico e jurídico Priberam

Em comunicado, a Priberam indica que no Brasil a palavra mais consultada no seu dicionário foi «atemporal», seguida de «definir», mas o destaque vai para o vocábulo «amor», que passou da oitava posição em 2012 para a terceira no ano passado.

A Priberam adianta que em 2013 o seu dicionário disponível na Internet teve mais de 62 milhões de visitas e mais de 200 milhões de páginas visualizadas, a que acrescem os acessos feitos a partir de aplicações móveis, que estão disponíveis para Android, iOS e Windows Phone.

Destaca que os acessos àquele dicionário a partir de dispositivos móveis com plataforma Android aumentaram 360% em 2013 face ao ano anterior e que no último trimestre os acessos a partir de dispositivos móveis multiplicaram-se por quatro vezes.

No entanto, os acessos ao dicionário através do sítio Internet da Priberam representarem em 2013 cerca de 80% das consultas.

Carlos Amaral, CEO da Priberam, citado no comunicado, indica que o tempo total de permanência dos utilizadores do sítio Internet da companhia tem uma soma equivalente a cerca de 500 anos.

A Priberam revela que o número de visitas ao sítio a partir de Portugal aumentou 20% em 2013, mas as visitas a partir de Angola e Moçambique duplicaram.

Entre os cerca de 90 países que registaram acessos ao dicionário, além dos países de língua portuguesa, encontram-se, entre outros, África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Cambodja, Qatar, Coreia do Sul, Croácia, Egipto, Eslovénia, Etiópia, Filipinas, Guiana, Índia, Indonésia, Israel, Japão, Rússia, Senegal, Sérvia, Formosa ou Vietname.

A Priberam salienta que muitas visitas ao seu dicionário online não visam conhecer o significado de uma palavra mas apenas verificar a sua grafia correcta.

Ainda sem comentários