ESA selecciona consórcio português para desenvolver tecnologia espacial

Publicado em 21/12/2013 17:04 em Outras Tecnologias

A Critical Materials (do grupo tecnológico nacional Critical) anunciou que a Agência Espacial Europeia (ESA) seleccionou um consórcio português para desenvolver um projecto inovador de protecção térmica para a reentrada na atmosfera de cápsulas espaciais.

Em comunicado, a Critical Materials indica que a solução em desenvolvimento terá como base a um novo material compósito com elevada incorporação de cortiça e significa a aplicação de cortiça, já presente nesta área, a aplicações de maior exigência no sector aeroespacial.

Precisa que o projecto visa o desenvolvimento e teste funcional de um sistema de protecção inovador, que exercerá simultaneamente funções estruturais e térmicas, permitindo a simplificação do processo de reentrada de cápsulas espaciais na atmosfera terrestre.

O sistema deverá combinar capacidades de absorção da energia de impacto na aterragem com a de suportar as cargas térmicas geradas durante a reentrada na atmosfera terrestre, permitir reduzir o custo das cápsulas e aumentar a sua fiabilidade, indica a Critical Materials.

Sublinhando que a combinação de competências é fundamental para o projecto, a empresa do grupo Critical Software precisa que o consórcio é composto pela Critical Materials, pela Amorim Cork Composites, pelo PIEP – Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros e pelo ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade.

Ainda sem comentários