Esmagadora maioria grandes organizações britânicas tiveram quebras segurança

Publicado em 19/12/2013 02:44 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Sophos afirma que 93% das grandes organizações do Reino Unido sofreram quebras de segurança informática no ano passado.

A Sophos cita uma sondagem encomendada por um departamento governamental britânico com respostas de 1 402 empresas de mais de 250 trabalhadores e de pequenas empresas (menos de 50 empregados).

Uma das conclusões centrais é o elevado número de ataques contra as empresas e a revelação de que 93% das grandes organizações sofreram brechas de segurança informática no ano passado, em linha com o que aconteceu no ano anterior.

As pequenas empresas tiveram um marcado aumento na incidência de ataques e 87% revelaram ter sofrido quebras de segurança, contra 76% no ano anterior.

O impacto financeiro nas vítimas dos ataques informáticos bem sucedidos também cresceu. O inquérito revela que o impacto financeiro nas grandes empresas se situou entre 450 mil libras e 850 mil libras (entre 539 mil euros e 1,02 milhões de euros) por ataque, enquanto nas pequenas oscilou entre 35 mil libras e 65 mil libras (entre 42 mil euros e 78 mil euros).

Mais de três quartos (78%) das grandes organizações reportaram ataques informáticos a partir do exterior (registaram-se também quebras de segurança internamente), sendo 39% de negação de serviço, enquanto 14% visaram o roubo de dados confidenciais ou propriedade intelectual.

Quase dois terços (63%) das pequenas empresas relataram ataques externos, sendo 23% de negação de serviço.

Mais de um terço (36%) das quebras de segurança nas empresas tiveram origem em erro humano e 10% tiveram origem em má utilização dos sistemas.

O inquérito revela 76% das grandes organizações consideram que a gestão de topo se preocupa com a segurança informática, percentagem que sobe para 83% nas pequenas empresas.

O estudo mostra uma falta de formação dos trabalhadores em matéria de segurança informática, com 42% das grandes empresas a falhar neste domínio.

Ainda sem comentários