Qualcomm prevê LTE avançado em espectro não licenciado

Publicado em 02/12/2013 00:50 em Indústria

O fabricante de semicondutores Qualcomm lançou uma iniciativa para utilizar a banda de 5 GigaHertz (GHz) para o LTE (Long Term Evolution, quarta geração móvel) avançado.

Os 5 GHz são uma zona do espectro não licenciada, tradicionalmente utilizada na tecnologia Wi-FI,

A consultora Informa Telecoms afirma que se esta iniciativa tiver apoio pode ser um rude golpe para os operadores de Wi-Fi, embora a Qualcomm diga que é um forte suporte para todos os tipos de Wi-Fi, dado que a sua divisão Atheros é um grande produtor de chipsets Wi-Fi.

O CEO da Qualcomm, Paul Jacobs, anunciou em Nova Iorque a iniciativa de utilização de espectro não licenciado para o LTE avançado, na mesma altura em que do outro lado do planeta, em Pequim, se realizava o Congresso anual da Aliança Wi-Fi.

A Informa Telecoms considera que a iniciativa da Qualcomm é radical porque quebra uma das regras fundamentais dos sistemas móveis: a de que operam apenas com espectro sujeito a licenciamento.

Acrescenta que uma das razões que leva os operadores móveis a optar por espectro licenciado é que garantem o uso exclusivo de uma determinada quantidade desse espectro, o que lhes permite fornecer serviços fiáveis e de alta qualidade.

Observa que, pelo contrário, o espectro não licenciado está disponível para todos, o que significa que tipicamente a qualidade se degrada com o aumento do número de utilizadores.

A Informa Telecoms sublinha que os reguladores gerem o espectro não licenciado principalmente limitando o tipo de dispositivos que o podem usar.

A consultora pergunta como é que a Qualcomm quer fazer a quadratura do círculo e oferecer serviços móveis fiáveis em espectro não licenciado, aventando que será usando o LTE avançado para criar um sistema híbrido que funciona com espectro licenciado e não licenciado, em que este último seria utilizado apenas para o download de dados, enquanto o espectro licenciado seria utilizado para upload e download e suportaria o controlo de rede e serviços de voz e dados.

Ainda sem comentários