LG apresenta televisão OLED de ecrã curvo e tablete GPad

LG apresenta televisão OLED de ecrã curvo e tablete GPadPublicado em 08/11/2013 01:48 em Equipamentos

O vice-presidente da LG Portugal, Ruy Conde, afirmou hoje que a LG assume uma posição de referência no mercado português de televisores, com uma quota de 28% (segundo a GFK), na apresentação do novo televisor OLED de ecrã curvo e do novo tablete LG GPad 8.3.

Na apresentação quinta-feira dos novos equipamentos, o vice-presidente da LG Portugal sublinhou que os televisores representam 40% do negócio da empresa em Portugal.

Ruy Conde disse que a LG apresenta dois novos ecrãs, o televisor Curve OLED e o ecrã IPS Full HD, que equipa o LG GPad, que permitem a convergência e uma experiência de utilização única, e destacou a tecnologia de ponta desenvolvida pela marca sul coreana.

Observou que com a TV OLED Curva, a LG desenvolveu um ecrã que ainda não existia e que possibilita ao espectador ver imagens na televisão da mesma forma que vê o mundo.

Os responsáveis da LG pela área da televisão sublinharam que a grande diferença entre a tecnologia LED (light emiting dyode) e o OLED (organic LED) é que a primeira implica um ecrã retroiluminado e a segunda dispensa a retroiluminação, porque gera a sua própria luz, garantindo uma cor natural e níveis de contraste elevados sem perder detalhe.

Acrescentaram que é a ausência de retroiluminação que permitiu o desenvolvimento de ecrãs curvos sem distorção da imagem.

Os responsáveis pela área indicaram que o televisor Curved OLED de 55 polegadas é uma «smart TV», tem uma espessura de 4,3 milímetros, um acabamento topo de gama revestido a fibra de carbono, um peso de 16,3 quilos e permite uma visão perfeita a partir de qualquer ângulo.

Acrescentaram que o controlo «Smart Touch» é também um factor de diferenciação.

A LG OLED Curved está disponível a partir de agora no mercado português com um preço de 9 999 euros.

Rui Mendes, responsável da LG Portugal nesta área, apresentou o tablete LG GPad 8.3, destacando que este é o primeiro do segmento de 8 polegadas com ecrã Full HD WUXGA.

Afirmou que GPad 8.3 corresponde ao que os consumidores valorizaram nos tabletes num estudo de mercado, porque é pequeno, pode ser utilizado numa mão, é transportável, cabe num bolso, pode ser utilizado em qualquer lugar e é rápido, com interface fácil e conectividade avançada.

Rui Mendes indicou que o GPad 8.3 tem um processador «quad-core» Snapdragon 600 a 1,7 GigaHertz, da Qualcomm, ecrã WUXGA de 8,3 polegadas, memória RAM de 2 Gigabytes (Gb), capacidade de armazenamento de 16 Gb e suporte para cartão microSD de 64 Gb, câmara de 5 megapíxeis e sistema operativo Android Jelly Bean 4.2.2

Vem com tecnologia QPair, que permite emparelhar o tablete com smartphones Android e visualizar no tablete chamadas e mensagens recebidas no telemóvel e responder directamente do tablete, e outras tecnologias que permitem abrir quatro janelas ao mesmo tempo ou realizar várias tarefas em simultâneo.

Rui Mendes indicou que o GPad 8.3 deve começar a chegar às lojas portuguesas no próximo fim-de-semana com um preço de 339 euros.

Ainda sem comentários