Ataque pirata à Adobe mais grave do que se pensava

Publicado em 03/11/2013 19:08 em Segurança Informática

A empresa de segurança informática Sophos revela que o ataque informático à produtora de software Adobe, que ocorreu em Outubro, foi mais grave do que o inicialmente pensado e 38 milhões de clientes foram afectados.

Num comentário publicado no seu blogue, a Sophos adianta que os atacantes conseguiram aceder a diversos dados dos clientes.

Brad Arkin, administrador executivo da Adobe com a área da segurança (CSO), afirmou que a investigação efectuada pela empresa indica que os atacantes acederam aos ID e palavras passe dos clientes e há indícios de que também obtiveram informações de 2,9 milhões de clientes que incluiram nomes dos utilizadores, números encriptados de cartões de crédito ou de débito, datas de validade e informações de encomendas.

No entanto, Heather Eddel, porta-voz da Adobe, veio reconhecer que o número de clientes afectados tinha sido subestimado e os atacantes conseguiram aceder aos ID e palavras passe encriptadas de cerca de 38 milhões, todos utilizadores activos.

A Adobe garantiu que todos os clientes afectados foram notificados pela empresa e os seus ID e palavras passe foram removidos do sistema, quer fossem ou não utilizadores activos.

A Adobe anunciou o roubo de códigos de alguns dos seus produtos principais.

A Sophos sublinha que o facto de os principais dados roubados estarem encriptados, isso não garante que os atacantes não consigam desencriptá-los.

Ainda sem comentários