Europeus dizem que informação pessoal vale mais que dispositivo

Publicado em 25/10/2013 01:07 em Segurança Informática

Mais de metade (56%) dos europeus valoriza mais a informação contida em computadores ou dispositivos móveis do que os dispositivos que contêm essa informação, segundo um inquérito da B2B Internacional e da Kaspersky.

O estudo revela que a maioria dos inquiridos consideram que a informação pessoal contida nos seus dispositivos informáticos é mais valiosa do que esses dispositivos independentemente do que tenham pago por eles.

A sondagem revela que 61% dos utilizadores que tiveram dispositivos infectados por malware não conseguiram recuperar a totalidade dos seus dados e que um quinto dos ataques informáticos resultou em roubo de informação pessoal.

A Kaspersky sublinha que a generalização do uso de dispositivos móveis (tabletes e smartphones) dá aos piratas informáticos novas oportunidades, com o alargamento do universo de alvos possíveis.

Ainda sem comentários