Facebook permite a adolescentes disponibilizarem informação pública

Publicado em 22/10/2013 01:26 em Internet

O Facebook, que até aqui apenas permitia que os adolescentes até 17 anos partilhassem informação com amigos ou amigos de amigos, alterou a sua política de privacidade para permitir que quem tenha entre 13 e 17 anos possa partilhar publicamente informação, segundo a Sophos.

A denúncia é do blogue oficial da empresa de segurança informática Sophos, que adianta que por defeito a partilha até passa a ser limitada apenas aos amigos, mas os adolescentes passam a ter a opção de partilhar a sua informação com todos os utilizadores da rede social.

Num comentário publicado no seu blogue, o Facebook defende que dá aos adolescentes maior controlo em relação à informação que partilham.

A Sophos afirma que entidades privadas que zelam pela privacidade não gostaram nem um pouco da mudança e enviaram à Federal Trade Comission (FTC) dos Estados Unidos uma exposição chamando a atenção para as mudanças que consideram ter um impacto negativo para os adolescentes, nomeadamente com a possibilidade aberta de o seu nome, imagem e informação pessoal ser usado para fins publicitários.

O Centro para a Democracia Digital (CDD), uma das entidades que se dirigiu à FTC, disse no seu blogue que esta mudança de política do Facebook é mais um golpe desferido na salvaguarda dos adolescentes.

A CDD acusa aquela rede social de estar a ser «desonesta com os pais e adolescentes», ao sustentar que está a dar mais opções de protecção da privacidade, quando na realidade alargou aos adolescentes a possibilidade de exporem publicamente a sua informação.

Ainda sem comentários