Dell apresenta novos produtos empresariais e de consumo

Dell apresenta novos produtos empresariais e de consumoPublicado em 26/09/2013 01:21 em Equipamentos

O fabricante de produtos informáticos Dell apresentou quarta-feira em Portugal um conjunto de produtos empresariais e de consumo que dão corpo à nova estratégia da empresa.

O director-geral da Dell Portugal, João Albuquerque, destacou que o Power Edge VRTX é o primeiro produto de consolidação da estratégia da companhia na utilização de produtos das empresas adquiridas especializadas em armazenamento de dados, «networking» e software.

Bruno Tomás e Luís Carvalho, responsáveis da área «enterprise» da Dell, disseram que o VTRX é uma infra-estrutura convergente, única no mercado, que inclui servidores, armazenamento de dados, rede e gestão num pequeno centro de dados pouco maior do que uma torre de um computador e que cabe debaixo de uma secretária.

Indicaram que o suporte técnico é feito por um único fabricante em vez de vários, sai até 20% mais barato do que alternativas com componentes separados, permite reduzir significativamente o número de cabos e poupar energia.

Aqueles responsáveis da Dell Portugal acrescentaram que o VRTX, que foi integramente desenvolvido por equipas da Dell ao longo de dois anos, tem capacidade de armazenamento até 48 terabytes, com quatro «blades» que suportam 24 discos de 2,5 polegadas ou 12 de 3,5 polegadas, e tem possibilidades de colocar oito «slots» adicionais.

João Albuquerque sublinhou que a multinacional tem o Dell Bank, que fornece soluções de financiamento e «renting» (aluguer de equipamentos) que facilitam a adopção daqueles equipamentos pelas médias e pequenas empresas.

Paulo Baptista, responsável pela área profissional e de consumo, assinalou que os portáteis da marca têm novo design, mais capacidade de processamento e maior autonomia de bateria.

Na gama profissional Latitude, os novos ultrabooks têm opções de ecrã sensível ao toque e trazem um sistema de segurança que permite à Dell bloquear as máquinas por Internet. As dockings antigas continuam a servir para os novos modelos, observou.

Paulo Baptista indicou que na área do consumo se vão manter a linha Inspiron, a linha XPS, com mais preocupações de design, e os topo de gama Allienware, vocacionados para jogos, que surgem com um design renovado.

Adiantou que os modelos da linha Inspiron têm um design semelhante aos anteriores mas são mais finos e alguns produtos vêm com discos SSD (Solid State Drive), para um arranque mais rápido do sistema.

Aquela linha inclui modelos a partir de 399 euros, com processador Intel i3, 4 gigabytes (Gb) de memória RAM e discos a partir de 500 megabytes, e um computador de secretária «all in one» (com computador integrado com o monitor).

O responsável da Dell Portugal salientou que os ultrabooks Dell Inspiron, que deverão ter preços a partir de 799 euros, só deverão estar disponíveis em Portugal em Novembro.

Na linha XPS, Paulo Baptista destacou o XPS 12, convertível em tablete com Windows 8, com preço a partir de 1 299 euros, um «all in one» que pode funcionar como um portátil com autonomia até 7 horas (preços desde 1 399 euros), e o tablete XPS 10, com opção de teclado e bateria extra.

A linha Alienware, a grande aposta para os jogadores, terá preços a partir de 1 699 euros.

O director-geral da Dell revelou que os clientes de consumo passam a ter durante a garantia de dois anos o serviço «Next Business Day», que implica o compromisso de que no caso de avaria do computador a Dell assegura que o cliente terá a máquina a funcionar no dia seguinte à comunicação da avaria, um serviço que João Albuquerque considera «diferenciador».

Ainda sem comentários