Domínio da Samsung e Apple nos smartphones perde expressão

Domínio da Samsung e Apple nos smartphones perde expressãoPublicado em 29/07/2013 17:11 em Indústria

O avassalador domínio da Samsung e Apple no mercado mundial de smartphones está a perder expressão, com a também sul-coreana LG e grandes fabricantes chineses a ganharem terreno, segundo dados da consultora IDC.

Aquela analista de mercados revela que a Samsung teve no segundo trimestre de 2013 uma quota de 30,4% do mercado mundial e a Apple um peso de 13,1%, representando em conjunto 43,5% das vendas mundiais de smartphones.

Num mercado que cresceu 52,3% homólogos (face ao mesmo período do ano anterior) no segundo trimestre do ano em curso, a Samsung cresceu 43,9% e a Apple 20,0%, abaixo da média mundial. Por isso, a soma das quotas das marcas líderes de smartphones recuou 5,3 pontos percentuais face aos 48,8% do segundo trimestre de 2012.

Em contrapartida, duas marcas que mais do que duplicaram as vendas no período em análise, a sul-coreana LG (acréscimo de 108,6%) e a chinesa Lenovo (aumento de 130,6%) subiram em 3 pontos a soma das suas quotas de mercado, de 6,8% para 9,8%.

E se é certo que algumas marcas chinesas beneficiam de estar inseridas no maior mercado móvel do mundo, que tem peso significativo nas suas vendas, e de produzirem smartphones de baixo custo para mercados emergentes, também é certo que LG, Huawei, Lenovo ou ZTE têm presença nos terminais de gama alta com diversos modelos, incluindo com smartphones que suportam a tecnologia de quarta geração LTE.

Segundo a IDC, o mercado de telemóveis cresceu 6,0% homólogos no segundo trimestre de 2013, para 432,1 milhões de unidades, devido ao crescimento no segmento de smartphones, com uma produção de 237,9 milhões de terminais, representando já mais de 55% do mercado mundial.

As vendas de telemóveis tradicionais caíram 22,8%, para 194,2 milhões, adianta a IDC.

A Samsung liderou o mercado global de telemóveis no segundo trimestre de 2013 e aumentou a sua quota de mercado para 26,2%, com as vendas a crescerem 16,3% homólogos, segundo os dados da analista de mercados.

A Nokia perdeu mais de 6 pontos percentuais no peso no mercado global de telemóveis, para 14,1% e as suas vendas baixaram 27,0%, mas manteve o segundo lugar no mercado, enquanto a Apple vendeu mais 20,0% e a sua quota de mercado avançou quase um ponto, para 7,2%.

Em quarto lugar surge a LG, com 3,7% de quota e em quinto a ZTE, com um peso de 3,5% nas vendas mundiais de telemóveis, de acordo com os dados da IDC.

FV

Ainda sem comentários