Ataques de phishing contra utilizadores Apple dispararam

Publicado em 18/07/2013 01:11 em Segurança Informática

As tentativas de ataques de phishing contra utilizadores de sistemas Apple cresceram exponencialmente, passando de cerca de mil por dia em 2011 para 200 mil hoje, segundo a empresa de segurança informática Kaspersky.

A companhia indica que os cibercriminosos aproveitam as campanhas de marketing da Apple para intensificarem os ataques e indica que se registou um recorde de 900 mil tentativas de phishing a 6 de Dezembro do ano passado, um dia depois do anúncio da chegada do iTunes a 56 países, incluindo Índia e Rússia.

Acrescenta que uma hiperligação falsa é mais complicada de detectar quando se utiliza o navegador Safari (da Apple) em dispositivos móveis como o iPhone ou o iPad, por não se visualizar a barra de endereços.

Um relatório da Kaspersky precisa que o número de tentativas de phishing que envolvem cópias falsas da página Web oficial da Apple (www.apple.com) aumentou significativamente desde o início do ano passado.

Entre os principais objectivos dos cibercriminosos, que enviam mensagens com logotipo da Apple e numa linguagem profissional, estão os de obter o ID e palavra passe de utilizador da Apple e conseguir dados dos cartões de crédito utilizados nas compras online à marca da maçã.

A Kaspersky alerta para que a generalidade dos sítios falsos incluem Apple.com como parte do endereço e aconselha os utilizadores a verificarem com atenção os endereços electrónicos completos para identificarem as falsificações.

Recorda que ao passar o rato [ou pousar a pen no caso do iPhone] sobre a barra de endereços o verdadeiro remetente é mostrado.

A Kaspersky sublinha que a Apple oferece um processo de autenticação em dois passos para o Apple ID, que passa pelo envio de um código de quatro dígitos para dispositivos previamente sleccionados que pertençam ao utilizador e que serve como verificação adicional de identidade.

Ainda sem comentários