Nokia lança novo Lumia 1020 com superior capacidade fotográfica

Nokia lança novo Lumia 1020 com superior capacidade fotográficaPublicado em 12/07/2013 02:05 em Equipamentos

A Nokia anunciou quinta-feira o lançamento no final de Julho do novo Lumia 1020 com uma câmara digital com sensor de nova geração de 41 megapíxeis, que permite tirar fotografias com 38 megapíxeis de resolução.

Em comunicado, a Nokia indica que o mais recente modelo da gama Lumia (smartphones da marca finlandesa com sistema operativo Windows Phone 8) integra a tecnologia Nokia Pure View, incluindo um estabilizador óptico de imagem, e a aplicação Pro Camera, que facilita a captação de imagens com qualidade profissional e facilita a edição e partilha de fotos e vídeos.

Com a funcionalidade «captação dupla», o Lumia 1020 tira uma fotografia com uma resolução de 38 megapíxeis ao mesmo que gera uma segunda imagem de 5 megapíxeis, mais fácil de partilhar nas redes sociais.

Em simultâneo, a Nokia lançou um kit de desenvolvimento de software de imagem que coloca as principais funcionalidades de imagem do Nokia 1020 à disposição dos programadores que desenvolvem aplicações.

O fabricante finlandês indica que o Lumia 1020 começa a ser vendida nos Estados Unidos pela AT&T a partir de 26 de Julho por 299 dólares, mediante fidelização de dois anos, e chegará à China e aos mercados europeus ainda durante o terceiro trimestre.

O Lumia 1020, com sistema operativo Windows 8, vem com um processador Snapdragon S4 «dual-core» a 1,5 GigaHertz (GHz), ecrã Amoled Gorilla Glass de 4,5 polegadas, 2 gigabytes (Gb) de memória RAM, uma capacidade de armazenamento interno de 32 Gb e suporta tecnologia móvel de quarta geração LTE.

Daniel Gleeson, analista da consultora IHS, prevê que o Lumia 1020 não terá um volume de vendas suficiente para dar a volta à situação da companhia, que até há pouco liderou o mercado mundial de telemóveis e smartphones.

O analista assinala que o Lumia 1020 excede claramente a resolução de híbridos câmara/smartphone da Samsung.

A IHS antecipa que a quota da Nokia no mercado mundial de smartphones desça para 3% no ano em curso, depois de ter ficado pelos 5% no ano passado.

Gleeson defende que a Nokia precisa de continuar a apostar em conteúdos e serviços que dinamizem a gama das aplicações para Windows Phone 8 e aumentem a sua qualidade.

O analista da IHS assinala que a Nokia aposta no facto de que a partilha de fotos na Internet é hoje mais importante do que imprimi-las.

Ainda sem comentários