Vendas de PC caíram 33,5% no segundo trimestre

Publicado em 25/08/2010 23:40 em Equipamentos

As vendas de computadores pessoais em Portugal caíram 33,5% no segundo trimestre de 2010, para 313 671 PC, estima a consultora de tecnologias IDC, líder mundial na área de «market intelligence».

Dos computadores vendidos no segundo trimestre, 256 113 eram portáteis (menos 31,8%), o que representa 81,7% das vendas do mercado. As vendas de computadores de secretária (desktop) baixaram 39,9%.

Para o mercado empresarial, as vendas de desktop baixaram 58,3% e as de portáteis reduziram-se 18,6%, enquanto as vendas de portáteis para o mercado residencial recuaram 34,3%. A excepção foram as vendas de computadores de secretária para o mercado doméstico, que cresceram 63,7%, indica a IDC.

A IDC recorda que as que as quebras de vendas se sucedem desde o terceiro trimestre de 2009, terminada a primeira fase do Plano Tecnológico da Educação, com abrandamento do programa e.escolas e o interregno do programa e.escolinhas, este último com o computador Magalhães, assemblado pela JP Sá Couto e baseado no projecto «classmate», da Intel.

Ao contrário do mercado português, as vendas de computadores na Europa regressaram ao crescimento no segundo trimestre de 2010 e aumentaram 15%, observa a IDC.

Segundo aquela consultora, a JP Sá Couto, apesar de uma queda homóloga de vendas para menos de metade (menos 54,2%), manteve o primeiro lugar do mercado no segundo trimestre de 2010, com 56 782 unidades vendidas e uma quota de 18,1%.

A HP surge em segundo lugar com uma quota de mercado de 17,5% e 55 049 computadores pessoais vendidos (metade das vendas de um ano antes), sendo o terceiro lugar ocupado pela Toshiba (que só comercializa portàteis), também com ligeiramente menos de metade das vendas (49 137 unidades) e uma quota de 15,7%. No entanto, a Toshiba, anterior líder no segmento, tem o segundo lugar nos portáteis.

Em quarto lugar surge a Acer, que quase triplicou as vendas (+181,3%), para 47 324 unidades, que lhe conferiram uma quota de 15,1% do mercado, em quinto a Asus com um aumento de 53,2% e 43 663 computadores vendidos (quota de 13,9%) e em sexto a Apple, com um acréscimo de vendas de 83,7% e 11 400 unidades vendidas (3,6% do mercado), revela a IDC.

Destaque também para a Sony, que mais do que duplicou as suas vendas no segundo trimestre (aumento de 106,9%) e subiu para o oitavo lugar com uma quota de 3,2% correspondente a 10 010 unidades comercializadas.

Ainda sem comentários